Esporte

10 de dezembro de 2020 08:29

Técnico Mozart quer controlar euforia no CSA

Placar elástico sobre o Confiança rendeu comentários otimistas, mas treinador recomenda cautela e foco nos jogos

↑ Na comemoração do gol, Rafael Bilú se excedeu, tomou o terceiro cartão amarelo e está fora contra o Oeste (Foto: Ascom/CSA)

Para a torcida azulina, satisfeita com a vitória do CSA por 5 x 1 sobre o Confiança, o técnico Mozart encontrou o time ideal para tentar o acesso à série A do campeonato brasileiro de futebol em 2021. Porém para o comandante técnico é necessária muita cautela nesses 11 jogos que restam e que definirão a situação do time azulino na competição. Nós sofremos em alguns momentos, principalmente, na bola parada, a batida deles é diferente, mas, na minha visão, foi um jogo bem controlado, talvez, um dos melhores jogos sob o meu comando e agora é descansar, controlar a euforia porque tem muita coisa pela frente ainda, são 11 jogos onde cada jogo é muito importante para nós”, declarou o treinador.

E para manter a qualidade, o Azulão volta aos treinamentos nesta quinta (10) sabendo que a partir deste ponto da tabela do Campeonato Brasileiro da Série B, cada partida é decisiva e cada atleta fundamental para o objetivo do time que é alcançar uma vaga no acesso à primeira divisão da competição nacional. O próximo compromisso é nesta sexta (11) contra o Oeste, no Estádio Rei Pelé, às 19h15. O lanterna da Série B, com 16 pontos, no primeiro turno, foi responsável pela queda do técnico Argel Fuchs em pouco menos de um mês de volta ao clube. O time de Barueri venceu o CSA por 2 x 0 em seus domínios e lançou o representante alagoano na lanterna.

Para o jogo desta sexta, o técnico Mozart não contará com a presença do atacante Rafael Bilú, reserva que tem participado das ações ofensivas  da  equipe nos últimos cinco jogos. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo na partida contra o Confiança. Bilú foi o autor de um dos cincos gols sobre o Dragão sergipano e punido por retardar o reinício da partida durante a comemoração.

É provável que o técnico Mozart mantenha o sistema defensivo no confronto contra o Oeste e que foi formado por Cedric na lateral direita, Rodolfo Filemon, zagueiro direito, Luciano Cástan, zagueiro esquerdo, e Diego Renan, na lateral esquerda. O motivo é a recuperação do lateral Norberto que faz tratamento fisioterapêutico no joelho e o repouso do zagueiro Cleberson, acometido pela Covid-19.

A escalação do time chegou a receber críticas dos torcedores antes da partida contra o Confiança pelas ausências do atacante Rodrigo Pimpão e do zagueiro Lucas Dias. O deslocamento do volante Cedric para a lateral-direita também foi visto com desconfiança por parta da torcida, mas o atleta terminou o jogo como o “xodó” dos azulinos, depois do golaço em que costurou a jogada do meio-campo até a pequena área e da assistência para o quarto gol do time, antecipada por duas canetas (bola por entre as pernas dos rivais). O meia Andrigo, que ganhou uma nova função do lado direito, também foi considerado um dos destaques da elástica vitória. O jogador foi autor do segundo gol e responsável pelas articulações do meio-campo.

Fonte: Tribuna Indepedente

Comentários