Esporte

19 de novembro de 2020 08:38

CSA está no mercado e deve confirmar mais três jogadores esta semana

↑ Atacante Paulo Sérgio deve voltar ao time do CSA neste sábado (21) contra o Cuiabá em partida no MT (Foto: Ascom/CSA)

Sábado (21) tem Cuiabá e CSA na Arena Pantanal, às 19h. O time mudou de planos outra vez e só vai viajar hoje (diferente do que publicamos ontem que o embarque havia sido antecipado). Na tabela, o time alagoano aparece na 12ª posição, com 28 pontos. O Dourado é o quarto, com 37.

Nesta quinta (19), acontece um último treinamento em Maceió pela manhã. Depois o grupo vai ao aeroporto. Mas as atenções estão voltadas para o departamento de futebol. Até agora, o CSA contratou 36 jogadores na temporada e quatro técnicos. E não deve parar.

Na quarta (18), o presidente do clube, Rafael Tenório, disse que está a procura por reforços.

“Estamos negociando com três jogadores: um meia, que está na Série A, um zagueiro, que é paraguaio, e um atacante, de preferência canhoto. A expectativa é que o meia seja anunciado ainda nesta semana”, disse Tenório ao GE.

Os últimos jogadores apresentados pelo Azulão foram o atacante Rone, ex-Chapecoense, e o volante Rodrigo Andrade, ex-Vitória. Os dois chegaram ao clube em outubro. Além deles, outra peça contratada desde a chegada do técnico Mozart foi o zagueiro Ignácio, que sofreu uma fratura no quinto metatarso e deve passar dois meses afastado dos gramados.

RETORNO

O atacante Paulo Sérgio, do CSA, voltou os treinos com bola e deve aparecer no time contra o Cuiabá. Ele fez fortalecimento muscular e participou normalmente do treinamento no CT do Nelsão esta semana. Paulo Sérgio sentiu a panturrilha esquerda antes da partida contra o Guarani, pela 20ª rodada da Série B. Também desfalcou o time na derrota para a Chapecoense.

Rone atuou em três oportunidades com a camisa do Azulão até agora, mas a partida contra a Chape foi especial para o jogador de 25 anos.

“Estou muito feliz de estar no CSA e a cada jogo vou tentar dar meu melhor em campo. A primeira partida foi muito especial por ter sido contra minha ex-equipe, mas agora eu defendo o CSA e daqui pra frente só coisas boas pelo CSA. A Série B em si é uma competição bem difícil, esses jogos serão bem difíceis. Mas a equipe está bem treinada, tem padrão de jogo, está qualificada. E acredito que quem entrar será para ajudar, para somar, o time é bem unido”.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários