Esporte

27 de outubro de 2020 08:41

CSA encara a Chapecoense fora de casa

Azulão cumpre jogo da segunda rodada que foi adiado no início do Brasileirão da Série B devido aos casos de Covid no elenco

↑ Bom trabalho do técnico Mozart começa a despertar interesse de clubes da série A, como o Coritiba (Foto: Divulgação)

Depois do empate por 1 x 1 com o Brasil de Pelotas, na sexta-feira passada, o CSA volta a campo na noite desta terça (27) quando enfrenta o líder do campeonato brasileiro da série B, jogo atrasado e que valia pela segunda rodada da competição, mas que  foi adiado pela CBF por causa dos mais de 20 casos de Covid-19 em jogadores e comissão técnica do time azulino. A partida será na Arena Condá, em Chapecó, em Santa Catarina, às 19h. O time catarinense é líder da competição com 36 pontos. O CSA está na décima colocação com 24 pontos.

O técnico Mozart não deve contar com o volante Yago, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo. No treinamento de ontem o treinador azulino  definiu a equipe, mas somente deve revelar os onze titulares momento antes do jogo. A tendência que  alguns jogadores retomem a posição de titular a exemplo  do zagueiro Cleberson, do volante Geovani e do lateral Rafinha. Como desfalques, o time  azulino tem o meia Andrigo, o atacante Pedro Júnior, o lateral Igor Fernandes, o atacante Rafael Bilu e o volante Rodrigo Andrade, todos contundidos.

Sete jogadores estão com dois cartões amarelos, dois deles da linha de defesa azulina que são os zagueiros Cleberson e Luciano Cástan. Além deles, os volantes Marquinhos e Geovane e os atacantes Pedro Lucas e Paulo Sérgio.

No jogo passado, o CSA fez um bom primeiro tempo, apesar de ter saído em desvantagem no placar logo no início da partida. Porém, o segundo tempo da partida não agradou aos torcedores que reclamaram  do recuo e da condição física do time, além das substituições do técnicos, consideradas bastantes defensivas.

Ao avaliar a equipe, o técnico Mozart disse: – Nós não tínhamos, tirando o jogo contra o Sampaio (derrota por 1 a 0), vivenciado isso ainda. Mas eu gostei bastante da postura da equipe, mesmo tomando o gol, controlamos o jogo, fizemos um grande primeiro tempo, onde fizemos o gol, tivemos um gol anulado e, mais do que isso, tivemos bastante controle do jogo com a bola. Então foi positivo”, declarou.

Sobre a etapa complementar, quando o time  jogou com um atleta a mais, Mozart complementou que teve muita dificuldades no começo do segundo tempo de sair  com as linhas de trás e as oportunidades foram poucas.

“ Eles, praticamente, também não criaram nenhuma chance, só teve um cruzamento que passou na frente do nosso gol. Então o jogo, na minha visão, deveríamos ter tentado resolvê-lo no primeiro tempo, onde tivemos volume, tivemos oportunidades, mas eu sai satisfeito principalmente com o desempenho e saímos somando ponto” acentuou  o comandante técnico azulino, sondado pelo Coritiba.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários