Esporte

26 de setembro de 2020 18:28

CSA derrota o Juventude por 3×2 no Rei Pelé e sai da zona de rebaixamento da Série B

Pedro Júnior (dois) e Paulo Sérgio marcaram para o Azulão; Breno Lopes fez os gols gaúchos

↑ Márcio Araújo comemora após sua jogada que deu origem ao primeiro gol do CSA na partida (Foto: Ascom CSA)

Jogando no estádio Rei Pelé, o CSA recebeu o Juventude, neste sábado (26), pelo Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo marcou a estreia do técnico Mozart Santos no comando do time alagoano. O novo treinador começou com o pé direito vencendo a partida por 3 a 2. O resultado fez com que o Azulão saltasse na tabela.

Desde o começo, os anfitriões buscavam o ataque, enquanto a equipe gaúcha tentava cadenciar o ritmo e construir as jogadas aos poucos. O Azulão era quem realmente tinha as maiores chances ofensivas, tanto que abriu o placar, aos 36 minutos, com Pedro Júnior e ampliou ainda no primeiro tempo com Paulo Sérgio.

O CSA foi para o intervalo se mostrando bem superior ao Juventude e, na etapa final, a lógica permaneceu a mesma. Logo aos quatro minutos, Pedro Júnior fez seu segundo gol e o terceiro da equipe. O time alagoano anulava bem as tentativas do Juventude, que tentava trocar passes para achar uma brecha defensiva.

Pedro Júnior e Paulo Sérgio, autores dos gols do CSA, comemoram com Yago e Andrigo (Foto: Ascom CSA)

O time de Caxias do Sul até conseguiu dar sufoco no final com dois gols de Breno Lopes, mas de nada alterou o resultado. Os gaúchos ficam com seus 16 pontos, permanecem na sétima colocação e perdem a chance de entrar no G4. Já o CSA consegue uma vitória muito importante e ganha cinco posições, saltando para 14° lugar e saindo da zona de rebaixamento.

CSA 3×2 Juventude

CSA: Matheus Mendes; Diego Renan (Norberto), Cleberson, Luciano Castán e Rafinha; Márcio Araújo, Geovane, Yago (Leandro Souza), Andrigo (Allano); Paulo Sérgio (Nadson) e Pedro Júnior (Pedro Lucas). Técnico: Mozart Santos.

Juventude: Marcelo Carné; Luis Ricardo (Samuel Santos), Wellington, Nery Bareiro, Hélder; Gabriel Bispo, Gustavo Buchecha (Marciel), Renato Cajá (Roberto), Capixaba (Rafael Silva); Dalberto (Wagner) e Breno Lopes. Técnico: Pintado.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

MAIS NO TH