Esporte

19 de setembro de 2020 09:09

Em crise, CSA recebe o Cruzeiro no Rei Pelé

Azulão está na lanterna da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B e precisa urgente de uma vitória

↑ Matheus Mendes fez uma boa estreia no CSA e deve ser mantido como titular sábado contra o Cruzeiro (Foto: Augusto Oliveira / Ascom CSA)

Um time em crise. Uma direção apavorada. Um elenco sem confiança. E um jogo contra um gigante do futebol brasileiro. São os ingredientes do CSA para o duelo deste sábado, às 21h, no estádio Rei Pelé contra o Cruzeiro. Na zona de rebaixamento e na lanterna da Série B com 4 pontos, o Azulão entra em campo sem comando oficial. Na madrugada de quinta para sexta-feira o técnico Argel Fuchs foi demitido. O clube emitiu nota oficial. Mas o treinador disse que esperaria o contato do presidente Rafael Tenório. O contato veio através de mensagem no WhatsApp.

A segunda passagem do técnico Argel Fuchs pelo CSA durou apenas 18 dias e quatro partidas. Ele foi demitido pela diretoria e a pressão aumentou. Argel foi contratado no dia 31 de agosto para substituir Eduardo Baptista. Parte da torcida se revoltou por não ter perdoado o treinador pela forma como ele deixou o clube no final do ano passado, faltando três rodadas para o término da Série A.

O auxiliar-técnico Adriano Rodrigues comanda o último treinamento na tarde de sexta-feira (18) e coloca o time em campo no sábado contra o Cruzeiro. O nome do auxiliar do Coritiba Mozart foi confirmado pelo clube paranaense como já acertado com o CSA.

Depois da chegada de Paulo Sérgio, o clube oficializou a contratação de Pedro Lucas. O jogador foi, inclusive, regularizado na CBF e pode estrear contra o Cruzeiro. Estão deixando o CSA o volante Richard Franco e o zagueiro William Rocha. O jogador chega para disputar vaga com Alecsandro, Michel Douglas, Pedro Júnior e o recém-contratado Paulo Sérgio.

Relacionados

Adriano Rodrigues relacionou 23 jogadores para enfrentar o Cruzeiro. O zagueiro Luciano Castán está suspenso e não joga. Confira a lista dos relacionados.

Goleiros: Bruno Grassi, Matheus Mendes e Igo Gabriel; laterais: Rafinha, Diego Renan e Caio Felipe; zagueiros: Alan Costa, Lucas Dias e Cléberson; meio-campistas: Andrigo, Victor Silva, Nadson, Geovane, Márcio Araújo, Marquinhos, Cedric e Yago; atacantes: Rodrigo Pimpão, Pedro Júnior, Pedro Lucas, Netto, João Paulo e Paulo Sérgio.

RAPOSA

Vivendo reestruturação em 2020, o Cruzeiro esteve, por um momento no início da temporada, apostando praticamente só em garotos formados nas categorias de base. Depois, foi ao mercado, buscou jogadores mais experientes. Mas, com frequência, ainda vai a campo com uma equipe jovem. Será o caso contra o CSA.

A equipe base será aquela que iniciou o duelo com o Vitória, semana passada, em jogo que marcou a estreia de Ney Franco. Mas dois desfalques são certos: Cáceres (com lesão no joelho direito) e Marcelo Moreno (suspenso pelo terceiro amarelo). A saída dos dois, inclusive, puxa a média de idade para baixo.

Com Daniel Guedes ainda sem condições físicas para 90 minutos, o titular na lateral direita será Rafael Luiz, de 18 anos – dez a menos que Cáceres. Na vaga de Marcelo Moreno, a tendência é que jogue Thiago, de 19 anos, 16 a menos que o boliviano. Com isso, o provável Cruzeiro para jogar em Alagoas tem: Fábio; Rafael Luiz, Léo, Cacá e Matheus Pereira; Jean, Jadsom e Maurício; Airton, Arthur Caíke e Thiago.

Com essa equipe, a média de idade do Cruzeiro será de pouco mais de 24 anos, sendo que sete jogadores estão abaixo dos 21 anos e cinco ainda teriam idade para disputar competições sub-20.

SÁBADO

11h América x Figueirense

16h30 Cuiabá x Oeste

16h30 Ponte Preta x Operário

21h CSA x Cruzeiro

DOMINGO

11h Avaí x Sampaio Corrêa

Fonte: Tribuna Independente

Comentários