Esporte

18 de setembro de 2020 18:05

Auxiliar do Coritiba, Mozart recebe proposta para ser o novo treinador do CSA

Convite foi feito por Rodrigo Pastana, ex-diretor do Coritiba, que também chega ao clube alagoano; Mozart viaja ainda nesta sexta-feira

↑ Mozart tem mais de cinco anos de experiência na base do Coritiba e foi técnico do profissional após demissão de Eduardo Barroca (Foto: Ascom Coritiba)

O auxiliar-técnico Mozart está de saída do Coritiba. Ele recebeu uma proposta do CSA e está a caminho de Maceió, Alagoas, para acertar o vínculo até o final da Série B ainda nesta sexta-feira (18). Ele já se despediu do Coritiba.

A informação foi confirmada ao ge pela assessoria de imprensa do Coxa. Mozart chega para assumir a vaga de Argel Fuchs, demitido na noite de quinta-feira (17) após apenas 18 dias no cargo. Argel treinou o time durante quatro partidas, com três derrotas e um empate.

Mozart é uma indicação do executivo de futebol, Rodrigo Pastana, que ainda não foi oficializado, mas assume o cargo no time alagoano. A dupla trabalhou junta no Coritiba por quase dois anos, entre dezembro de 2018 e agosto de 2020.

Em nota nesta sexta-feira o CSA anunciou o desligamento de Marcelo Barbarotti do cargo de executivo de futebol do clube, que será assumido por Pastana.

Mozart será o quarto treinador do CSA na temporada 2020. Maurício Barbieri e Eduardo Baptista antecederam Argel. Ele assumirá com a missão de tirar o time azulino da lanterna da Série B e escapar do rebaixamento à Série C.

Mozart, inclusive, chegou a ser cogitado a assumir o comando do Coxa para essa temporada, ao lado do ex-jogador Alex, que seria o auxiliar. Na ocasião, a diretoria alviverde optou por trazer Eduardo Barroca, já demitido. Atualmente, o treinador é Jorginho.

Com quase cinco anos de experiência na base, Mozart assumiu interinamente o Coritiba, neste ano, após a demissão de Eduardo Barroca, na vitória por 2 a 1 contra o Bragantino, fora de casa, pela quinta rodada.

Mozart conquistou o estadual sub-19 em 2018. Aquele time contava com Matheus Bueno, Luiz Henrique e Igor Jesus, que, hoje, estão no grupo principal. Ele também trabalhou como auxiliar nas campanhas do Brasileiro sub-17 de 2017 (finalista) e de 2016 (semifinalista).

Fonte: Tribuna Hoje com Globo Esporte

Comentários