Esporte

8 de agosto de 2020 13:42

Juventude vira o jogo e ganha do CRB por 2×1

Comentarista de arbitragem do Grupo Globo afirmou que as marcações da arbitragem foram equivocadas

↑ Legenda da foto: CRB e Juventude voltam a jogar em Caxias do Sul após pouco mais de um mês; daquela vez, confronto valeu pela Série B e terminou 2x1 para os gaúchos (Foto: Arthur Dallegrave / E.C.Juventude)

O CRB perdeu por 2×1 para o Juventude na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro 2020, na manhã deste sábado (8). A partida foi realizada no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Os gols do Juventude foram de Renato Cajá e Breno. Léo Gamalho balançou as redes pelo time alagoano.

O Galo da Pajuçara iniciou a partida no ataque e abriu o placar no primeiro minuto. O time gaúcho correu atrás do prejuízo e acabou virando o jogo na segunda etapa.

Após um lance polêmico, o árbitro não marcou um possível pênalti em Bill, atacante do Galo, em jogada com Gabriel Bispo, do Juve. Em outra jogada, o zagueiro Ricardo ainda chegou a marcar um gol, mas o assistente assinalou impedimento.

Em ambos os lances, o comentarista de arbitragem do Grupo Globo, PC de Oliveira, afirmou que as marcações da arbitragem foram equivocadas.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o CRB enfrenta o Oeste, no estádio Rei Pelé, na quarta-feira (12), às 17h. Já o Juventude entra em campo um dia antes, contra o Sampaio Correia, no Castelão, às 19h15.

Ficha técnica:

Juventude – Marcelo Carné; Luis Ricardo, Augusto, Reynaldo e Hélder [Felippe Borges]; Gabriel Bispo, Wallace Tarta [João Paulo], Marciel [Bruno Nunes] e Renato Cajá [Bochecha]; Breno Lopes e Dalberto [Roberto].

Técnico – Pintado.

CRB – Victor Souza; Léo Principe, Ewerton Páscoa [Ricardo], Xandão e Igor [Hugo]; Washington, Thiaguinho [João Carlos] e Diego Torres [Felipe Menezes]; Magno Cruz [Bill], Erik e Léo Gamalho.

Técnico – Marcelo Cabo.

Arbitragem – Paulo Henrique de Melo Salmazio (CBF/MS) foi o árbitro principal. Ele foi auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (CBF/MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (CBF/MS).

Fonte: Redação

Comentários

MAIS NO TH