Esporte

19 de janeiro de 2020 19:34

ASA é campeão da Copa Alagoas após vitória por 4 a 3 contra o CEO

Final da Copa Alagoas foi decidida nos pênaltis

↑ Foto: Assessoria

O ASA é campeão da Copa Alagoas que venceu nos pênaltis por 4 a 3 contra o CEO. Uma final disputadíssima, na noite deste domingo (19), no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, o Fumeirão, em Arapiraca. Há sete anos que o ASA estava em jejum de levantar uma taça.

O capitão do time Reinaldo Alagoano recebeu e levantou a taça de campeão da Copa Alagoas para a volta olímpica no Coaracy da Mata Fonseca ao som do hino do ASA de Arapiraca.

A final da Copa Alagoas foi decidida nos pênaltis, em um duelo entre o goleiro do ASA Gideão e o goleiro do CEO Matheus, sob o comando do árbitro Denis Serafim.

Com o resultado vitorioso o ASA consegue calendário para 2021 com uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro e se ficar em terceiro colocado no Campeonato Alagoano consegue uma vaga na Copa do Brasil. E se ficar em outra colocação poderá ainda disputar com o terceiro colocado para ficar na Copa do Brasil.

Júnior do ASA foi o primeiro a bater o pênalti e fez 1 a 0 para o ASA. Cristiano do CEO bateu o segundo e empatou em 1 a 1. Gaúcho do ASA bateu e o goleiro Matheus do CEO defendeu. Roger bateu e virou o placar para o CEO em 2 a 1.

William bateu com categoria e voltou a empatara para o ASA em 2 a 2. Daniel virou para o CEO e marcou 3 a 2 para o time sertanejo. Jobert bateu e empatou para o ASA em 3 a 3.

Goiabinha do CEO bateu pra fora e deixou a vantagem para o ASA. Reinaldo Alagoano se posicionou e virou para o Alvinegro por 4 a 3. Jean Carlos do CEO bateu e o goleiro alvinegro Gideão defendeu para a vitória do ASA.

Todo o staff da Federação Alagoana de Futebol (FAF) presente, o presidente Felipe Feijó, o prefeito de Arapiraca Rogério Teófilo, o presidente executivo do ASA, Moisés Machado, e toda a diretoria, assim como membros do Conselho Deliberativo e comissão técnica do ASA presentes no Fumeirão com as arquibancadas lotadas pela torcida alvinegra.

Segundo tempo

O ASA começou o segundo tempo substituindo o meia João Paulo pelo atacante Luiz Fernando. Assim como a troca do meia Lucas Freire pelo atacante Gabriel.

Gabriel perdeu uma grande chance de gol. Jogou em cima do goleiro Matheus, em sua primeira oportunidade ao entrar em campo neste segundo tempo.

Mas, aos 32 minutos da segunda etapa o atacante Gabriel jogou pela esquerda, livrou-se da zaga e passou para o atacante Luiz Fernando, camisa 17, abrir o placar de 1 a 0, para loucura da torcida alvinegra.

Aos 38 minutos, em cobrança de escanteio Joaninha lançou a bola e correu para acertar o fundo da rede do goleiro alvinegro Gideão. Gol do CEO. Placara ASA 1 x 1 CEO.

Lance perigoso e de cabeçada o volante Gaúcho faltou pouco para virar o placar e deixar o Alvinegro à frente da final.

O árbitro Denis Serafim deu mais quatro minutos de acréscimo e tempo final foi aos 49 minutos, mas chegou aos 50 minutos.

Por faltas, o atacante Gabriel e o jogador Beto receberam cartão vermelho e foram expulsos no finalzinho do segundo tempo.

Primeiro tempo

Na primeira etapa o ASA começou arriscando um lance de gol com o meia Lucas Freire aos dois minutos. Outra jogada com chances de gol começou com o lateral direito Orlando e o meia Júnior pegou a sobra, mas Clériston acaba com a jogada.

Aos 27 minutos, o goleiro alvinegro Gideão fez uma defesa segura, impedindo que a bola fosse para os fundos da rede. Aos 29 minutos, o meia Júnior pega o rebote com o pé direito, mas joga para linha de fundo.

Já o meia João Paulo perdeu uma grande oportunidade de gol aos 44 minutos, impedido pelo lateral esquerdo do CEO, Chiquinho.

No intervalo, o técnico Maurílio Silva afirmou que o jogo estava difícil e precisava alertar a equipe para os lances perdidos no primeiro tempo.

Fonte: Assessoria

Comentários