Esporte

1 de dezembro de 2019 20:10

Palmeiras anuncia saída de Mano Menezes e Alexandre Mattos após derrota para o Flamengo

Treinador e diretor de futebol tiveram desligamento do clube confirmado neste domingo

↑ Mano Menezes ficou apenas três meses no cargo (Foto: Divulgação / SEP)

Mano Menezes não é mais treinador do Palmeiras. Mas o técnico não foi o único a deixar o Palmeiras neste domingo, após a derrota para o Flamengo no Allianz Parque. Além do treinador, o clube decidiu demitir o diretor de futebol Alexandre Mattos, que já vinha sofrendo com a pressão ao longo dos últimos meses.

Mano

Contratado para substituir Luiz Felipe Scolari, em setembro, o treinador sofreu com a rejeição dos palmeirenses por seu passado no rival Corinthians e sai do clube depois de 20 partidas disputadas, obtendo 11 vitórias, cinco empates e quatro derrotas.

A derrota para o Flamengo tornou a pressão insustentável. O clube chegou a cinco jogos sem vitórias, com três derrotas consecutivas, estacionou nos 68 pontos e perdeu força na briga pela vice-liderança, hoje ocupada pelo Santos.

O treinador já vinha sofrendo com a insatisfação dos palmeirenses antes mesmo da partida contra o Rubro-Negro, quando a Mancha Verde, maior organizada do Palmeiras, protestou contra ele.

Curiosamente, Luiz Felipe Scolari também caiu após uma derrota para o Flamengo, ainda no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. A tendência é que Wesley Carvalho, treinador do sub-20, comande a equipe nas últimas duas rodadas da competição.

Mattos

Ao lado do presidente Maurício Galiotte, Mattos foi alvo de protestos durante a semana, inclusive antes, durante e depois do jogo com o Rubro-Negro. Os palmeirenses entendem que o trabalho do dirigente é fraco em decorrência do investimento feito pelo clube nesta temporada.

A insatisfação dos torcedores do Palmeiras já vem desde a saída de Luiz Felipe Scolari, quando a Mancha Verde pediu a saída do diretor. Sem baixar o tom, maior torcida organizada do clube seguiu com as manifestações. Até a casa de Mattos chegou a ser palco da revolta.

Desde 2015 no Palmeiras, o cartola foi responsável por montar os times campeões da Copa do Brasil de 2015, além dos Brasileiros de 2016 e 2018. A campanha abaixo em 2018 e as seguidas eliminações na Copa Libertadores minaram o trabalho de Mattos.

Eliminado nas semifinais do Paulista, nas quartas da Copa do Brasil e da Libertadores e terceiro colocado no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras vai terminar 2019 sem levantar uma taça. A equipe tem como principal objetivo nas últimas duas rodadas do Nacional brigar pela segunda posição com o Santos.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

MAIS NO TH