Esporte

20 de setembro de 2019 00:11

Atlético-MG toma virada e precisa vencer em casa para ir à final da Sul-Americana

Donos da casa pressionaram até que gol saiu faltando cinco minutos para o apito final

↑ AFP

Sem vencer há cinco rodadas no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG viajou para a Argentina sob protestos para enfrentar o Colón, no jogo de ida das semifinais da Copa Sul-Americana. Depois de abrir o placar em Santa Fé nesta quinta-feira, os mineiros não resistiram à pressão dos donos da casa e perderam por 2 a 1. Em lance inusitado, Chará inaugurou o marcador. Do outro lado, Morelo e Rodríguez garantiram a vitória dos visitantes.

Já que o gol fora de casa vale como critério de desempate na Sul-Americana, o placar de 1 a 0 classifica os alvinegros no compromisso marcado para quinta-feira que vem, às 21h30 (de Brasília), no Independência.

Muito preocupadas em estudar o adversário, as equipes fizeram um primeiro tempo monótono. A primeira oportunidade surgiu só aos 10 minutos. Após boa tabela de Di Santo e Cazares, Burían saiu do gol e parou o ataque promissor dos visitantes. Aos 35 minutos, Chará abriu o placar depois desviar o chute do zagueiro Ortiz, que tentou despachar a bola do seu campo defensivo.

Na volta do vestiário, a tônica do jogo foi outra. Logo aos três, Elias recebeu passe de Di Santo e finalizou nas mão do arqueiro adversário. Imediatamente, o Colón respondeu. Escobar explorou a cobrança de escanteio desviando para Morelo que, de carrinho, deixou tudo igual, aos 6 minutos. Os donos da casa pressionaram até que gol saiu faltando cinco minutos para o apito final. Zuqui aproveitou o bote errado de Chará para ganhar tempo e achar Luis Rodríguez livre dentro da grande área para virar o jogo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários