Esporte

7 de setembro de 2019 20:11

Sem esforço, Flamengo bate Avaí por 3 a 0 com direito a gol do garoto Reinier

↑ Gabigol comemora gol, desta vez sem cartaz; ele foi advertido pelas comemorações ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO
Tanto esforço nos bastidores valeu a pena. O Flamengo entrou no STJD para que a CBF liberasse Reinier da convocação para a seleção brasileira sub-17. Na tarde deste sábado (7), o garoto de 17 anos marcou pela primeira vez como profissional, e justamente em Brasília, sua cidade de origem. Um roteiro dos sonhos. Sem fazer muito esforço e desfalcado de Arrascaeta e Bruno Henrique, com suas seleções, o Rubro-Negro bateu o lanterna Avaí por 3 a 0 e continua líder, com 39 pontos. Além de Reinier, Gabigol e Pablo Marí marcaram.
Se até recentemente o torcedor ficava desconfiado ao ver o Flamengo entrar em campo com terceira camisa, agora nem a ‘maldição’ o faz jogar menos. O time não sentiu falta de Arrascaeta, Bruno Henrique e Rodrigo Caio (suspenso por cartão). No meio-campo, entraram Piris da Motta e Reinier. Na defesa, Rhodolfo fez dupla com Pablo Marí. Mas, quem beirou a perfeição no primeiro tempo foi Gerson. Ele ditou o ritmo do time, como um relógio. E a bola quase sempre esteve com o Flamengo – o time beirou os 70% de posse.
Aos 10 minutos, Piris da Motta tocou para Reinier, e o garoto deu passe de primeira para Gabigol. O camisa 9 dominou de esquerda e chutou de direita, que não é a boa, mas mesmo assim abriu o placar no Mané Garrincha. O Flamengo era soberano e controlava o jogo ao seu gosto. Aos 20, Willian Arão acertou a trave em uma pancada dentro da área, na diagonal, após passe pornográfico de Gerson, de letra. O Avaí chegou a entrar na área em duas oportunidades no primeiro tempo, ambas defendidas por Diego Alves.
O segundo gol veio aos 31 minutos: Everton Ribeiro cruzou escanteio na cabeça de Pablo Marí, e a bola foi no ângulo do goleiro Vladimir.
Segundo tempo de Reinier
O Flamengo domina, envolve, amassa e não perde o ritmo no segundo tempo. Ao sete minutos, Reinier balançou a rede pela primeira vez como profissional. Um gol coletivo. Ele tocou para Willian Arão, que passou a bola para Gabigol. O camisa 9 deu lindo passe de cobertura para Reinier, que chutou bonito para fazer o 3 a 0 rubro-negro.
Depois do terceiro, o Flamengo diminuiu a intensidade, sem perder, porém, a posse de bola. Jorge Jesus substituiu Reinier – muito aplaudido – por João Lucas, Vitinho entrou no lugar de Piris da Motta e Renê na vaga de Filipe Luís. Aos 40 minutos, Ferrareis ‘fez jus’ ao sobrenome e deixou a trava na chuteira de Rafinha. A árbitra Edina Alves Batista olhou o VAR e expulsou o jogador do Avaí.
Com a semana livre de treinos, o Rubro-Negro vai recarregar as energias para enfrentar o Santos no próximo sábado, às 17h, no Maracanã. Será o duelo entre os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro, na última rodada do primeiro turno.

Fonte: O Dia

Comentários