Esporte

28 de julho de 2019 09:26

Mulheres dominam primeiro dia de medalhas do Brasil em Lima 2019

Com ouro inédito na patinação artística e dobradinha no triatlo, brasileiras protagonizaram ótimas atuações e levaram o país ao 4º lugar no quadro geral

↑ Dobradinha do triatlo e Bruna Wurts deram as primeiras medalhas do Brasil

O anúncio de Martine Grael e Kahena Kunze como porta-bandeiras do Brasil na cerimônia de abertura dos Jogos Lima 2019 jogou luz sobre o protagonismo feminino no Pan. No sábado (27), primeiro dia de medalhas brasileiras na capital peruana, elas continuaram brilhando.

Das oito medalhas conquistadas no dia, as brasileiras garantiram cinco — duas de ouro, duas de prata e uma de bronze —, colocando o país entre os quatro melhores colocados no quadro geral.

Os destaques do sábado ficaram para a conquista inédita na patinação artística feminina, com Bruna Wurts, e a dobradinha no triatlo de Luísa Baptista e Vittoria Lopes, no triatlo.

Veja como foram as conquistas das sete medalhas do sábado:

Bruna Wurts fatura ouro inédito na patinação artística feminina

Até a edição de 2019 dos Jogos Pan-Americanos, nunca uma brasileira havia chegado ao lugar mais alto do pódio na patinação artística. Mas a jovem Bruna Wurts, de 18 anos, protagonizou uma atuação quase perfeita e, com 103,7 pontos, conquistou o ouro inédito no Pan de Lima.

Luísa e Vittoria fecham com dobradinha no triatlo feminino

O triatlo foi a modalidade que mais rendeu medalhas ao Brasil no sábado. Entre as mulheres, Luísa Baptista e Vittoria Lopes, com tempos de 2h01m27s e 2h02m07s, respectivamente, ficaram com o primeiro e o segundo lugar na prova. A última medalha de um brasileiro neste esporte havia sido no Pan de Gualajara, em 2011.

Talisca chega à final no taekwondo, mas fica com a prata

Por sua posição no ranking mundial na categoria até 49 kg, Talisca Reis estreou nas quartas de final do taekwondo no Pan, e bateu a norte-americana Monique Rodríguez por 29 a 21. Nas semis, Talisca avançou após a colombiana Andrea Ramirez cometer duas infrações e perder a luta. Na decisão, no entanto, a brasileira foi pouco agressiva e viu Daniela Souza, do México, lutar com superioridade e ficar com o ouro após uma vitória por 4 a 2.

Manoel Messias fecha prova do triatlo no segundo lugar

Para consagrar a ótima atuação dos triatletas brasileiros nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, Manoel Messias fez um tempo de 1h50m55s e faturou a medalha de prata. À sua frente ficou o mexicano Crisanto Grajales Valencia, que fez 1h50//89’m39s para chegar ao topo do pódio.

Em dia ruim, Gustavo Casado conquista bronze na patinação artística

O bicampeão mundial Gustavo Casado, de 28 anos, teve problemas com seus patins desde sua chegada a Lima. Durante sua apresentação, o atleta natural de Santos (SP) cometeu algumas falhas e, com nota de 128,09, ficou com o terceiro lugar na patinação artística.

Equipe feminina de ginástica conquista medalha de bronze

Na categoria por equipes da ginástica artística, as atletas da seleção brasileira faturaram a medalha de bronze após uma atuação 158.550 pontos, atrás dos Estados Unidos (171.000) e Canadá (160.600). Poupada para o Mundial da modalidade após uma lesão, Jade Barbosa esteve ao lado das companheiras e as apoiou durante todas as provas.

Paulo Ricardo fatura o bronze no taekwondo

Na categoria até 58kg, nas quartas de final, Paulo Ricardo bateu o costarriquenho Heiner Oviedo por 28 a 10 e, nas semis, ficou pelo caminho diante do argentino Lucas Guzmán, no round de desempate. Na disputa pelo bronze, o brasileiro venceu o Jeferson Ochoa, da Colômbia, por 12 a 10, garantindo a sua medalha.

Fonte: R7

Comentários

MAIS NO TH