Esporte

19 de julho de 2019 09:18

CRB embarca nesta sexta (19) para Ponta Grossa

Time está definido pelo técnico Marcelo Chamusca e goleiro Fernando Henrique se apresenta

↑ Goleiro Fernando Henrique chegou a Alagoas e já treinou com o elenco do CRB pensando na sequência de jogos da temporada 2019 (Foto: Ascom/CRB)

Esta sexta-feira (19) tem viagem para Ponta Grossa-PR. A delegação do CRB embarca após o almoço para o interior paranaense para o confronto deste sábado (20), às 19h, no Estádio Germano Krüger, contra o Operário-PR, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Victor Ramos é desfalque certo no setor defensivo. Já na liderança do ataque, Léo Ceará se recuperou de uma forte virose, mas a parte física ainda pesa pela ausência nos últimos treinos.

“Não é um perfil meu de fazer grandes alterações em detrimento ao adversário. Claro que tem detalhes que a gente tem que ficar atento. E tem uma ou outra situação tática que às vezes você mexe. Mas em formação de equipe em detrimento ao adversário, a gente não costuma fazer isso. Eu tenho um modelo treinado, uma mecânica montada. Os jogadores estão começando a entender melhor essa mecânica. A gente deve manter mais ou menos o nosso padrão. As dúvidas residem no substituto do Victor Ramos, que hoje temos as opções do Edson e do Páscoa. Estamos testando as duas durante a semana e vamos definir no dia do jogo. Tivemos o retorno do Léo às atividades, mas mostrando ainda alguma dificuldade na parte física, pelo período e pela gravidade que foi. A questão médica do Léo, ele ficou internado, ficou debilitado, é natural que ele tenha ainda alguma dificuldade. São essas duas dúvidas, essas situações. O resto, a gente deve manter mais ou menos o padrão da equipe que fez o jogo aqui com o Guarani”, disse o técnico Marcelo Chamusca.

A tendência é que Willie siga entre os titulares caso Léo inicie no banco. A provável formação do Regatas tem Edson Mardden; Daniel Borges, Wellington Carvalho, Edson Henrique (Ewerton Páscoa) e Igor; Claudinei, Ferrugem, Felipe Ferreira, Alisson Farias e Willians Santana; Willie (Léo Ceará).

Trazer pontos é o objetivo do Galo. “Eles têm uma base interessante, mas é um time competitivo. Eles competem muito. Jogo de muito contato físico. Quarteto ofensivo muito móvel. Jogadores de mobilidade. Jogadores, inclusive, que passaram aqui pelo estado. O Cleiton passou pelo CSA, o Marcelo pelo CRB. O William trabalhou comigo no Fortaleza, o Lázaro zagueiro também jogou aqui. O Borges, contratado essa semana, também jogou aqui. Conhecem bem o CRB. Mas é um time que tem o ponto forte o coletivo. Jogam com imposição, atmosfera difícil. Tentam desde o início do jogo pressionar o adversário. Tem um quarteto de movimentação que a gente precisa estar atento e marcar forte”.

FERNANDO HENRIQUE

Nesta quinta (18) teve gente nova no CT do Galo. Reforço na área. O goleiro Fernando Henrique chegou e Chamusca já falou dele, que tem 35 anos, se destacou no Fluminense e estava no Ceará nos últimos três anos. Era reserva. “O Fernando Henrique é um atleta que trabalhou comigo no Ceará. Tivemos um período de muito sucesso juntos. Tivemos acesso em 2017, conquistamos o estadual em 2018. É uma goleiro muito experiente. Tem um vestiário muito bom, tem uma liderança, não só dentro como fora das quatro linhas. Vai agregar muito para todos os goleiros daqui também. Tenho certeza que vai nos ajudar. O mercado estava muito difícil, e apareceu essa situação”.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários