Esporte

13 de junho de 2019 23:38

Vasco derrota Ceará e vence segunda consecutiva na Série A

Após o intervalo para a disputa da Copa América, o Vasco enfrentará o Grêmio, em Porto Alegre

↑ Foto: Reprodução

Em partida disputada na noite desta quinta-feira, em São Januário, o Vasco derrotou o Ceará por 1 a 0, gol marcado por Danilo Barcelos, de cabeça, no segundo tempo. O resultado fez o Vasco chegar aos nove pontos ganhos e ocupar, provisoriamente, a 16ª posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, mas ainda depende de outros resultados para confirmar a saída da zona do rebaixamento. O Ceará segue com dez pontos ganhos, na 12ª colocação.

Diante de um grande público, o Vasco teve o controle das ações durante a maior parte do jogo, mas encontrou muitas dificuldades para superar a defesa cearense e só conseguiu chegar ao gol em jogada de bola parada que precisou ser confirmada pelo VAR. O Ceará entrou com o objetivo apenas de se defender e quase não causou problemas para o goleiro Fernando Miguel.

Na próxima rodada, após o intervalo para a disputa da Copa América, o Vasco enfrentará o Grêmio, em Porto Alegre. O Ceará vai enfrentar o Fluminense, no Maracanã.

Jogo – Antes do primeiro minuto, a torcida do Vasco se agitou com a chegada perigosa da sua equipe. Marrony recebeu de Danilo Barcelos e bateu cruzado, forçando o goleiro Diogo Silva a espalmar para escanteio. Aos quatro minutos, após boa troca de passes, Marcos Júnior recebeu na entrada da área e chutou para outra boa defesa de Diogo Silva.

Com apoio da torcida, a equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo tocava bem a bola e não deixava espaços para a equipe visitante. O Ceará não conseguia se organizar ofensivamente e se preocupava apenas com a defesa.

Aos 11 minutos, Rossi cruzou fechado e Fernando Sobral se antecipou ao goleiro do Ceará e cabeceou para escanteio. O time carioca seguia dominando e,aos 15 minutos, Rossi se livrou de vários adversários, mas Luiz Otávio conseguiu fazer o corte antes da conclusão do atacante.

Aos 17 minutos, o técnico Enderson Moreira foi obrigado a queimar uma substituição. O atacante Bergson sentiu uma lesão e Romário entrou em seu lugar.

O Vasco diminuiu o ritrmo, mas continuou com o controle da partida. Aos 25 minutos, Pikachu cruzou e Marrony desviou de cabeça, mas Diogo Silva fez a defesa.

Depois dos 30 minutos, o Ceará passou a se aventurar mais no ataque. Thiago Galhardo tentou até uma bicicleta na área, mas acabou acertando o zagueiro Ricardo Graça.

Aos 34 minutos, Thiago Galhardo e Ricardo Graça se chocaram e o meia do Ceará levou a pior, machucando o braço. O ex-jogador do Vasco saiu chorando de campo, mas acabou voltando, depois de atendido pelo departamento médico.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o jogo caiu muito de ritmo e os dois times pouco conseguiram criar nos respectivos ataques até o encerramento da etapa inicial.

Aos 43 minutos, numa das raras incursões do Ceará, o lateral-esquerdo João Lucas arriscou o chute e Fernando Miguel defendeu sem dificuldades.

O ´Vasco voltou para o segundo tempo com Valdívia no lugar de Tiago Reis que quase não apareceu na primeira parte do jogo.

Aos dois minutos, Valdívia, na sua primeira intervenção, foi derrubado por Fabinho na entrada da área. Danilo Barcelos bateu e Diogo Silva defendeu sem dificuldades. Com a entrada de Valdívia, Marrony passou a jogar centralizado no ataque.

Aos dez minutos, após receber de Andrey, Marcos Júnior soltou a bomba e Diogo Silva fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O Vasco seguia mostrando o mesmo defeito do primeiro tempo. Ficava mais tempo com a bola, mas não conseguia ser objetivo na armação das jogadas ofensivas.

Para tentar aumentar a agressividade do atacante, Vanderlei trocou o volante Andrey pelo atacante Jairinho, contratado ao Bangu.

Aos 24 minutos, após falha de Romário, a bola foi lançada para Rossi que avança em velocidade, mas acaba chutando nas mãos de Diogo Silva. O Ceará respondeu com um lançamento de Fernando Sobral para Romário que invadiu a área mas chutou mal, sem qualquer perigo para Fernando Miguel.

Depois dessa jogada do Ceará, a torcida cruz-maltina perdeu a paciência com o time e passou a exigir uma atuação melhor da equipe. E o time do Vasco acabou ouvindo os protestos da torcida e marcou aos 34 minutos, através de Danilo Barcelos que usou a cabeça para colocar a bola nas redes, após cobrança de escanteio. O árbitro de vídeo revisou a jogada e confirmou o gol para a festa da galera cruz-maltina.

Aos 37, o Vasco quase ampliou em cobrança de falta executada por Valdívia, mas Diogo Silva fez grande defesa.
Depois de alcançar a vantagem, Luxemburgo decidiu se precaver e trocou o atacante Marrony pelo volante Lucas Mineiro. Já o técnico do Ceará colocou o atacante Felipe Baxola na vaga do meia Thiago Galhardo, mas não conseguiu ameaçar a vitória da equipe carioca.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários