Esporte

9 de junho de 2019 21:15

CSA sai na frente, recua e vê Botafogo virar partida nos minutos finais

Com resultado, time alagoano agora é o vice-lanterna, à frente apenas do Avaí

↑ Cassiano brigou e até teve chances, mas desperdiçou (Foto: Edilson Omena)

O Botafogo conseguiu a primeira vitória longe do Rio de Janeiro. Na noite deste domingo, o time comandado por Eduardo Barroca derrotou o CSA por 2 a 1 de virada, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro, com um gol marcado já nos instantes finais da partida. Contudo, o Azulão merecia uma sorte melhor pelo que construiu ao longo dos 90 minutos. Pela primeira vez, a equipe de Marcelo Cabo sucumbiu diante da sua torcida no Estádio Rei Pelé.

Carlinhos abriu a conta para os donos da casa, após bela assistência de Jonatan Gomez, ex-São Paulo. Porém, Cícero e Alex Santana em um intervalo de pouco mais de 10 minutos marcaram a favor dos cariocas e decretaram a virada. Com o resultado, o time de General Severiano está em 4º lugar com 15 pontos. O Azulão é o penúltimo, com apenas seis.

Na próxima rodada, a última antes da parada para a Copa América, o CSA vai enfrentar o Flamengo, às 21h30 (horário de Brasília), em Brasília. O Glorioso receberá o Grêmio, no Nilton Santos.

CSA é melhor, Botafogo cria, mas placar fica zerado

Jogando em casa, o time alagoano partiu para cima nos primeiros minutos e foi mais ofensivo em relação ao adversário. O Botafogo, por sua vez, optava por ter a posse de bola e buscava espaços. Tanto que o primeiro lance de perigo foi da equipe carioca. Diego recebeu de João Paulo, e tocou com categoria, mas a bola explodiu no travessão. No rebote, Luiz Fernando chutou e Jordi salvou.

Aos 17 minutos, o Azulão assustou pela primeira vez. Cassiano ganhou na força, adiantou e mandou um canudo. A redonda passou à direita da meta de Diego Cavalieri. Outra boa intervenção do goleiro, aconteceu em falta cobrada por Matheus Sávio.

O confronto seguia movimentado em Maceió, com boas chances para ambos os lados. O Glorioso respondeu com Alex Santana. Luiz Fernando levantou, Erik ajeitou para o volante que chegou batendo bonito. Entretanto, exagerou na dose e a bola subiu demais. O CSA, mais uma vez, respondeu. Didira cobrou escanteio na cabeça de Gerson, que mandou por cima.

Equilíbrio se mantém e gols saem

Na volta para a etapa complementar, os alagoanos por pouco não saíram na frente. Maranhão esticou para Sávio, que entrou na área e bateu de esquerda, Cavalieri defendeu em dois tempos. Na sequência, João Paulo mandou uma bomba, e desta vez, Jordi salvou. Em mais um lance de perigo dos donos da casa, Cassiano recebeu da esquerda e chutou, porém, parou no arqueiro do Botafogo.

Até que aos 16 minutos, o CSA saiu na frente. Jonatan Gomez, ex-São Paulo, lançou Carlinhos, que cabeceou com perfeição para vencer Cavalieri, abrir o placar e fazer a festa da torcida, que estava em grande número. A partir de então, o time de General Severiano voltou a pressionar, e quase empatou com Diego Souza de cabeça.

O Botafogo não pressionava muito, mas conseguiu o empate. Aos 37 minutos, Rodrigo Pimpão entrou na área, cruzou e Diego Souza escorou, e Cícero se esticou para deixar tudo igual. O tento acabou sendo um banho de água fria para os donos da casa, que acabaram levando a virada. Aos 48 minutos, depois de cobrança de escanteio e bola disputada, Fernando serviu para Alex Santana decretar a vitória do Alvinegro.

FICHA TÉCNICA
CSA 1 X 2 BOTAFOGO

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: 09 de junho de 2019, domingo
Horário: 19h00 (horário de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins, ambos do RS
VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Cartões amarelos: Naldo e Luciano Castán (CSA) e Rodrigo Pimpão (Botafogo)
Cartão vermelho: –
Gols: CSA: Carlinhos aos 16 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO: Cícero aos 37e Alex Santana aos 48 minutos do segundo tempo

CSA: Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo, Didira, Jonatan Gomez (Robinho), Matheus Sávio (Dawhan) e Maranhão (Madson); Cassiano.
Técnico: Marcelo Cabo

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana, Cícero e João Paulo (Lucas Campos); Erik (Rickson), Diego Souza e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão).
Técnico: Eduardo Barroca.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários