Esporte

17 de maio de 2019 00:43

Palmeiras vence Cruzeiro nos pênaltis e fatura Copa do Brasil sub-20

Palmeiras abriu placar logo aos 11 minutos de jogo

↑ Foto: Reprodução

O Palmeiras é campeão da Copa do Brasil sub-20. Nesta quinta-feira, o time alviverde visitou o Cruzeiro, na Arena Independência, pelo jogo de volta da final do torneio e, apesar de ter levado um grande susto, acabou saindo de campo com o título. Após abrir 3 a 1, o Verdão cedeu a virada para os donos da casa, mas, nos pênaltis, levou a melhor, por 4 a 1.

Patrick de Paula, Anibal e Alanzinho balançaram as redes para o Palmeiras no tempo regulamentar. Welinton, Adriano, Thiago e João Luiz fizeram os gols do Cruzeiro. Já nos pênaltis, Lucas Esteves, Fabrício, Cesinha e Lincon converteram as cobranças para o Verdão, enquanto somente João Luiz estufou as redes na marca da cal para a Raposa.

Jogo – O Palmeiras abriu o placar logo aos 11 minutos de jogo. Mesmo jogando longe de seus domínios, o time alviverde não se intimidou e saiu em vantagem graças a um lindo gol de falta de Patric de Paula. O camisa 8 bateu colocado, por cima da barreira, mandando no ângulo esquerdo do goleiro Marlon, que nada pôde fazer.

O Cruzeiro, entretanto, não deixou o Palmeiras ficar em situação confortável por muito tempo. Quatro minutos depois de o rival abrir o placar, os donos da casa empataram. Aos 15, Popó recebeu bom lançamento de Maurício e cruzou rasteiro para Welinton, que, com o goleiro totalmente fora da jogada, precisou apenas completar de primeira para o fundo das redes.

Mas o Palmeiras estava realmente disposto a não deixar o Cruzeiro gostar do jogo. Aos 24 minutos o time alviverde retomou a frente no placar graças à uma falha grotesca da defesa celeste, que tentou sair jogando, mas Meloni fez o desarme, se livrou do zagueiro e deu passe açucarado para Anibal dominar dentro da área e chutar no cantinho do goleiro adversário.

E quem pensava que o Cruzeiro iria voltar com tudo para o segundo tempo na tentativa de reverter a situação se enganou. Logo no primeiro minuto da etapa complementar o Palmeiras chegou ao terceiro gol com um chutaço de Alanzinho. A principal promessa alviverde recebeu de Léo, dominou já girando e bateu colocado, da entrada da área, sem chances para o goleiro Marlon.

O Cruzeiro só foi reagir de novo aos 21 minutos. Sem conseguirem furar o bloqueio defensivo do Palmeiras trocando passes, os donos da casa acabaram descontando através da bola parada. Adriano aproveitou a cobrança de escanteio no segundo pau, dominou e bateu forte para manter a Raposa viva no jogo.

Embalada pelo gol, a garotada do Cruzeiro chegou ao empate três minutos depois, quando Maurício cobrou falta, o goleiro do Palmeiras deu rebote e Thiago não titubeou, mandando a bola para o fundo das redes. Como se não bastasse, a Raposa conseguiu a épica virada aos 27. João Luiz invadiu a área pela esquerda, bateu cruzado, e Gomes aceitou, fato que fez com que os donos da casa assumissem a vantagem por 4 a 3 e levassem a decisão para os pênaltis.

Pênaltis: Nas penalidades, melhor para o Palmeiras, que teve 100% de aproveitamento na marca da cal com Lucas Esteves, Fabrício, Cesinha e Lincon. Já pelo lado do Cruzeiro, apenas João Luiz converteu sua cobrança, enquanto Adriano chutou para fora e Thiago viu o goleiro Marlon defender seu arremate. Assim, o Verdão acabou vencendo a Raposa nos pênaltis por 4 a 1.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários