Esporte

16 de maio de 2019 08:29

CRB perde Felipe Menezes por toda Série B

Jogador sofreu lesão séria no joelho; reforços devem ser apresentados esta semana e direção ainda busca 3 contratações

↑ Marcelo Chamusca precisa fazer o CRB render em campo após uma sequência de péssimas apresentações (Foto: Ascom/CRB)

A torcida vaiou, mas o time se classificou. Copa do Nordeste 2020 está garantida. Nesta quarta-feira (15) foi folga. Nesta quinta (16) começam os trabalhos no CRB. É um novo momento. O foco agora é total na Série B. O Regatas precisa deslocar todas as atenções para a confronto de segunda-feira (20), às 20h, no estádio Rei Pelé, contra o Coritiba.

O técnico Marcelo Chamusca reclamou muito do desgaste do time e nesta quarta teve uma notícia muito negativa. Felipe Menezes sofreu uma lesão grave no joelho e desfalcará o CRB por toda Série B. O meia sofreu uma ruptura parcial do ligamento cruzado anterior no joelho direito e pode ficar fora da equipe por até oito meses.

Um exame de imagem detectou a gravidade da lesão no meio-campista. De acordo com informação do fisioterapeuta do clube, Bruno Almeida, o departamento médico avalia de que forma o jogador será tratado. “Estamos analisando a situação do atleta para definir se o caso dele necessita de cirurgia ou se o tratamento será da forma conservadora, sem procedimento cirúrgico. O tempo de recuperação pode chegar a oito meses”.

Felipe chegou ao CRB no ano passado e foi um dos cinco atletas a renovar contrato para a temporada de 2019. Até agora, disputou 34 partidas com a camisa regatiana e marcou três gols.

Os novos reforços já estão treinando e devem ser apresentados. O lateral Bryan, o atacante Léo Ceará, o meio-campo Alison Farias e o zaguieoro Nogueira já estão ambientados e esperam regularização.

Chamusca vive um momento de cobrança no CRB. Ele precisa fazer o time render.”Em todos os jogos que participei, tivemos um final com muita qualidade de performance na parte física. Hoje, a nossa queda de performance está explicada. Eu entendo que o aspecto físico teve um peso maior no fator rendimento. Os jogos de 180 minutos são muito tensos. Eu tinha consciência que o jogo seria muito difícil, não criei nenhuma expectativa que o placar seria elástico, porque eu conheço bem o Juazeirense, já enfrentei eles três vezes. Eu entendo que existe um descontentamento por causa de alguns resultados que aconteceram no passado, uma série de empates, e eu tenho uma pequena participação na reta final do estadual. Mas digo sinceramente que fiquei muito satisfeito com o desempenho da minha equipe nos últimos jogos do Alagoano”, revelou após a vitória contra a Juazeirense.

Ferrugem disse que, aos poucos, o time está entendendo a forma como Chamusca quer que o time jogue. Vai encaixando as peças. Pelo menos, a confiança voltou após a primeira vitória na Série B.

“Acredito muito na evolução do grupo nesta sequência da temporada. O elenco vem assimilando bem o trabalho que tem sido realizado pela comissão técnica, e isso tem sido fundamental neste nosso crescimento nas últimas semanas. Vamos manter esse ritmo forte agora”.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários