Esporte

13 de abril de 2019 09:40

CSA e CRB devem fazer dois jogos bem equilibrados

Primeira partida da final do Campeonato Alagoano acontece neste domingo, às 16h, no Estádio Rei Pelé, com mando azulino

↑ CSA e CRB começam a decisão do Campeonato Alagoano neste domingo com mando do time azulino (Foto: Assessoria)

Pelo quarto ano consecutivo, CSA e CRB vão decidir o Campeonato Alagoano. Os maiores rivais do Estado iniciam a batalha pelo troféu neste domingo, às 16h, no Rei Pelé. E com características bem parecidas de momento. Ambos foram eliminados das competições do primeiro semestre (Copa do Brasil e Copa do Nordeste). Agora querem “salvar” a temporada com o título estadual. O primeiro mando é do time azul. E tem gente que trocou de camisa e sabe bem o gostinho de perder a final alagoana.

“Claro que a gente busca evoluir a cada acontecimento das nossas vidas, principalmente na derrota. A gente tem que buscar uma reflexão grande, o que poderia ter feito, o que pode ser feito da próxima vez e, com certeza, eu penso bastante. Mas agora estou confiante no nosso grupo e numa expectativa muito boa que será um grande jogo. Sei que o CRB tem uma equipe competitiva também, mas a gente tem totais condições de impor um ritmo forte e conquistar esse título”, explicou o goleiro João Carlos, titular hoje do CSA, mas disputou a final em 2018 pelo CRB.

O Galo tem a vantagem de decidir o último confronto com maior parte da torcida. Mas os jogadores não observam favoritismo para nenhum lado. Nesse tipo de jogo, é 50% para cada, segundo Willian Barbio, artilheiro do time na temporada.

“Clássico não tem favorito, é decidido em detalhes. Mas eu acho que os dois times estão iguais. O CSA vem de eliminação também. Espero que a nossa equipe esteja mais focada, mais concentrada, para começarmos com o pé direito nesse primeiro jogo da final”, disse.

Marcelo Chamusca faz sua estreia no comando do CRB. Marcelo Cabo está vivendo uma pressão no CSA. Esse duelo dos Marcelos é de 180 minutos. E os dois devem manter as bases que estavam atuando.

“Eu tenho que aproveitar o que o Roberto (Fernandes, ex-técnico) fez aqui durante esse período, tem muitas coisas positivas na equipe, é uma equipe competitiva, que marca bem, tem transição, então, é aproveitar todos os pontos que têm e, claro, cada treinador tem sua característica, colocar algumas situações da minha característica de trabalho”, revelou Chamusca.

Cabo, provavelmente, vai mandar a seguinte escalação a campo: João Carlos; Apodi, Castán, Gerson e Rafinha; Dawhan, Didira e Matheus Sávio; Manga, Robinho e Cassiano. Patrick Fabiano tem chance de começar jogando, mas ainda é dúvida para o jogo. Ele sofreu uma lesão grau dois na coxa na semana passada.

Fonte: Tribuna Independente / Editoria de Esporte

Comentários

MAIS NO TH