Esporte

17 de março de 2019 19:07

CSA poupa titulares, empata com Coruripe e vai enfrentar adversário de novo na semifinal

Islan abriu placar para o Hulk no começo do jogo e Victor Paraíba empatou perto do fim

↑ Rafinha voltou a ser titular após ficar um tempo entregue ao departamento médico (Foto: Nicolas Barreto e Gustavo Gomes / Ascom CSA)

Neste domingo (17), no Estádio Gerson Amaral, Coruripe e CSA ficaram no empate e vão jogar entre si novamente pelas semifinais do Campeonato Alagoano. Islan fez para o Hulk e Victor Paraíba deixou tudo igual para o Azulão. Com o resultado, o time de Maceió ficou em segundo lugar e o clube da região do litoral sul alagoano garantiu a terceira posição.

O jogo

Poupando vários jogadores como Apodi, Luciano Castan e Didira, o CSA sofreu o gol logo no começo da partida. Em escanteio, o zagueiro Islan subiu mais alto que a zaga, que contava com a estreia de Ronaldo Alves, e marcou o gol do Coruripe, 1×0.

O CSA não agredia e acordou apenas por volta dos 30 minutos do primeiro tempo, quando começou a esboçar algumas ações ofensivas através de Manga Escobar e do volante Mauro Silva, que arriscava chutes de fora da área, porém o placar seguiu no 1×0.

Com modificações no intervalo, o time azulino começou a pressionar, mas seguiu perdendo gols até os 40 do segundo tempo quando Victor Paraíba avançou pela esquerda e bateu pro gol, contando com desvio na zaga para empatar, 1×1.

Lohan ainda perdeu uma chance de gol incrível em seguida. Em lances de bola parada e contra-ataque, o Hulk também ameaçou fazer o segundo, colocando uma bola na trave perto do final do jogo, mas nada que tirasse os clubes de suas posições na classificação, o CSA em segundo e o Coruripe em terceiro.

Próximos jogos

Até o momento, é provável que os dois jogos da semifinal aconteçam nas próximas duas quartas-feiras (20 e 27 de março), porém apenas uma reunião que acontecerá na Federação Alagoana de Futebol (FAF) na segunda-feira (18) vai definir as datas exatas. A ida ocorre em Coruripe e a volta em Maceió, no Estádio Rei Pelé.

Fonte: Tribuna Hoje / Texto: Bruno Martins

Comentários