Esporte

15 de fevereiro de 2019 17:34

Secretaria fiscaliza centros de treinamento de clubes de futebol de Maceió

Objetivo foi verificar a existência de alvarás de localização e funcionamento e de outras licenças que permitem a execução das atividades nos CTs

↑ Clubes foram notificados a apresentarem alvará no prazo de 30 dias (Foto: Ascom SEMSCS)

Na quinta-feira (14), a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (SEMSCS) realizou uma ação de fiscalização para vistoriar centros de treinamentos de clubes de futebol em Maceió. O objetivo foi verificar a existência de alvarás de localização e funcionamento e de outras licenças que permitem a execução das atividades nos Centros de Treinamento (CT) dos clubes de futebol em Maceió.

O primeiro foi o CT Gustavo Paiva, do Centro Sportivo Alagoano (CSA), no bairro do Mutange. O clube não apresentou o alvará de funcionamento e localização e foi notificado. O documento deverá ser apresentado à SEMSCS em até 30 dias.

O artigo 250 do Código de Posturas determina que o responsável pelo estabelecimento deve apresentar a licença de localização e funcionamento à autoridade municipal, quando necessário. Além disso, o artigo 396 obriga a empresa a colocar o alvará de localização e funcionamento num local visível.

O superintendente administrativo do CSA, Hugo Leahy, disse que o clube vai providenciar a adequação e que já reuniu-se com representantes do Corpo de Bombeiros para ajustar o que precisa para conseguir o laudo da corporação.

Também nesta quinta-feira, a Sociedade Sportiva Sete de Setembro recebeu notificação para que apresente o alvará de funcionamento em até 30 dias. Já na sede do Corinthians Alagoano, a fiscalização não encontrou nenhum responsável, mas vai retornar ao local.

O titular da SEMSCS, coronel Ivon Berto, explica que na primeira visita, a fiscalização age de maneira educativa e aplica a notificação, para que a empresa possa providenciar os documentos necessários. “Os fiscais estão vistoriando de maneira preventiva, para evitar que tragédias semelhantes a que aconteceu no alojamento das categorias de base do Flamengo, no Rio de Janeiro, ocorram também em Maceió”, garante o secretário.

Fonte: Ascom SEMSCS

Comentários

MAIS NO TH