Esporte

8 de fevereiro de 2019 08:16

CRB x CSA: clássico vira operação de guerra

Mais de 700 homens estarão trabalhando domingo para garantir a segurança de torcedores e jogadores dos clubes

↑ Foto: Ascom/CSA

A Polícia Militar de Alagoas apresentou nesta quinta-feira (7) o esquema de segurança para o clássico CRB e CSA. O jogo será realizado no domingo (10), às 16h, no Estádio Rei Pelé. Foram colocados à disposição do torcedor 15 mil ingressos. Mandante do jogo, o Galo terá 70% da capacidade do Trapichão. De acordo com o plano, 646 militares estarão envolvidos na partida. O comando será do Major Lima Lins. Além da Polícia Militar, mais 70 seguranças particulares irão trabalhar no clássico.

Os portões do Estádio Rei Pelé serão abertos às 14h. O trânsito será interditado uma hora antes. Os torcedores não poderão entrar com capacete, garrafa plástica, guarda-chuva, bastão de selfie, papel picado, sinalizador com acionamento incendiário, apontador laser, bandeiras com mastro, rolos de papel higiênico ou de máquinas registradoras, isqueiro e animais.

Confrome as orientações da PM, crianças menores de dois anos não poderão entrar no estádio. Os de dois a 14 anos deverão apresentar documentos (Identidade ou Certidão de Nascimento) e acompanhados pelos responsáveis. Os adolescentes de 14 a 18 anos deverão apresentar documento de identificação.

Os materiais liberados são: faixas, bandeirões, bandeiras pequenas, instrumentos e faixas de TNT. Ficou definido ainda que os torcedores do CRB deixam o estádio primeiro. O tempo estimado para a saída da torcida azulina é de 30 a 40 minutos após o jogo.

INGRESSOS

Mandante no primeiro Clássico das Multidões de 2019, o CRB divulgou os preços dos ingressos para o clássico com o CSA. Com o mando de campo regatiano definido em sorteio no Conselho Arbitral do Alagoano, no fim do ano passado, o Regatas terá direito a 70% dos ingressos, enquanto a torcida do CSA fica com os 30% restantes. A diretoria do Galo definiu os preços dos ingressos em R$ 20 arquibancada baixa, R$ 30 arquibancada alta e R$ 60 as cadeiras especiais. Os ingressos para o Clássico das Multidões poderão ser encontrados nos pontos de venda tradicionais.

Torcida do CRB compra na Poly Sport (Centro e Maceió Shopping), Arena das Torcidas (Jatiúca), Kiosk Sports (Shopping Pátio), Via Esportiva (Via Expressa), Estande do Galo (Shopping Maceió) e Bar do Carlão (Trapiche). Torcida do CSA compra na Poly Sport (Centro e Maceió Shopping), Via Esportiva (Via Expressa) e Loja do Azulão.

CSA fecha treino e deve fazer mudanças para o clássico

 

O ambiente está tenso. O clima de tristeza pela eliminação na Copa do Brasil tem que ser deixado de lado. Afinal o CSA tem um clássico neste domingo e o técnico Marcelo Cabo tem pouco tempo para ajustar o time. Nesta quinta, a delegação chegou e teve folga. Nesta sexta-feira treina à tarde e finaliza dos trabalhos no sábado (9) de manhã. A assessoria de imprensa escalou o goleiro João Carlos para dar coletiva nesta sexta e Cabo neste sábado.

Mas ele já disse que a Copa do Brasil é página virada. O treinador lamentou a saída precoce da competição, analisou o desempenho do time e afirmou que é preciso seguir em frente. “A gente foi muito abaixo do que planejou, do que a gente programou. Acabamos não conseguindo o nosso objetivo, que era a classificação. Não conseguimos colocar o bom jogo que fizemos com o Sampaio Corrêa. Infelizmente, a gente sai eliminado. Não é o que a gente planejava, mas temos que seguir em frente. A gente já tem o Campeonato Estadual no domingo. Precisamos a partir de agora virar a página e pensar no Campeonato Estadual”, disse

Credenciado pela Série A do Brasileirão nesta temporada, o CSA ficou no Grupo 2 das divisões de cota e recebeu R$ 920 mil pela participação na fase inicial. Com a eliminação precoce, deixou de lucrar R$ 990 mil.

ARBITRAGEM

Definida a arbitragem para o primeiro Clássico das Multidões. Em sorteio realizado na sede da Federação Alagoana de Futebol, o árbitro Rafael Carlos Salgueiro (CBF) foi apontado como comandante do confronto entre regatianos e azulinos. Eleito o melhor árbitro do Estadual da temporada passada, Rafael será auxiliado no domingo por Pedro Jorge Santos de Araújo e Ruan Luis de Barros, ambos também do quadro da CBF. Helder Brasileiro de Aquino (CBF) será o quarto árbitro.

Será o primeiro clássico comandado por Rafael. Nesta temporada, ele apitou o jogo entre Dimensão Capela e CSA, na abertura do Estadual. Na oportunidade, o Azulão acabou surpreendido pelo time do interior e foi derrotado por 1×0. Ele também foi o árbitro na vitória do CRB por 2×0 sobre o Murici, na segunda rodada da competição.

CRB quer garantir classificação antecipada

 

Mais descansado, o CRB coloca o favoritismo do clássico no rival. “Eles são time de Série A”, disse o técnico Roberto Fernandes. Nesta sexta-feira (8) tem treino secreto e ele deve mudar algumas peças. Se vencer o CSA o Galo garante vaga no mata-mata do estadual. Fisicamente, os times encontram-se em momentos opostos. O Azulão jogou contra o Mixto e deixou a Copa do Brasil. Além disso, vem de viagens desgastantes. Somando a saída de Maceió, até São Luís-MA e, na sequência, o deslocamento até Cuiabá-MT e volta à capital alagoana, a delegação azulina viajou mais de 8mil quilômetros.

Opção na lateral-esquerda do CRB, João Paulo comentou sobre a expectativa para o Clássico das Multidões. Para o atleta, o Galo precisa ter atenção e intensidade para vencer o rival CSA neste domingo (10).  “Vamos enfrentar uma grande equipe. Em um clássico tudo pode acontecer. Nosso grupo está muito motivado para fazer uma grande apresentação diante do CSA no Rei Pelé. Precisamos ter o máximo de atenção e intensidade para sairmos desta partida com os três pontos. Essa é a meta de todos aqui. Um triunfo em um clássico é sempre muito importante. Vai motivar e dar confiança ao grupo visando a sequência da temporada. Lutaremos muito para que o CRB possa sair deste confronto com uma vitória”, disse.

Quem está voando na temporada é Hugo Sanches. “Com certeza temos que tirar vantagem de todos os detalhes que compõem a partida. Estamos tendo a semana livre para trabalhar, se recuperando, eles não. Vamos trabalhar em cima dos erros cometidos, e vamos evoluir para chegar no domingo e fazer uma grande partida”, falou o dono da bola parada regatiana.

A vantagem numérica das arquibancadas do Estádio Rei Pelé também foi lembrada pelo baixinho velocista. “A maioria da torcida é nossa e será muito importante para nós. Além disso, temos que exaltar que ainda estamos invictos na temporada”, completou Sanches. Como é mandante, a torcida alvirrubra terá a disposição 70% da capacidade de público do Rei Pelé, e os azulinos ficam com os outros 30%.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH