Esporte

17 de janeiro de 2019 09:29

CRB volta para Maceió de olho no jogo com Coruripe

Técnico Roberto Fernandes deve fazer mudanças no time em relação ao que encarou o Bahia pela Copa do Nordeste

↑ Zé Carlos aguarda regularização para fazer sua estreia no CRB (Foto: Ascom/CRB)

O CRB volta nesta quinta-feira (17) e já treina de portões fechados. O objetivo é formar o time que encara o Coruripe neste domingo (20) na abertura do Campeonato Alagoano. É possível que o técnico Roberto Fernandes faça mudanças do time que encarou o Bahia nesta quarta-feira (16) pela Copa do Nordeste.

Desde o início ele sinalizou utilizar duas formações nas duas competições. Quem pode pintar é o atacante Zé Carlos. Conhecido por seu estilo ‘marrento’, ele vive um momento de calmaria. O retorno ao clube de coração parece ter feito bem. “O desejo de voltar, de vestir a camisa do clube do coração, isso me fez pensar e aceitar o convite o mais rápido possível. Feliz pelo contato, por estar voltando, é um grupo novo e a gente espera fazer uma grande temporada… A permanência do treinador também foi muito importante, é um cara experiente. A gente espera, junto ao torcedor, conseguir fazer um grande Campeonato Alagoano e conquistar o título, que isso é muito importante”, disse Zé.

DAMIANI FICA

Após perder Klauss Câmara, que foi anunciado como novo gerente executivo de futebol do Grêmio, o Sport busca novo substituto para compor o departamento de futebol. O nome da vez na Ilha do Retiro seria de Erasmo Damiani, atual diretor de futebol do CRB. O dirigente é formado em educação física, com mestrado na área, e possui também grande experiência nas categorias de base, inclusive na Seleção Brasileira.

Procurado pela reportagem do TVE BRASIL, o dirigente não confirmou a proposta do Sport. “Não fui procurado oficialmente pelo Sport, então, não tenho o que comentar sobre o assunto”, disse o diretor do CRB.

Além da seleção, Damiani teve passagens importantes por clubes como Figueirense, onde conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2008, Atlético-PR, Palmeiras, quando assumiu a coordenação da base em 2013, no início da gestão de Paulo Nobre, e Vitória.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH