Esporte

23 de outubro de 2018 00:16

Damião e Gabigol marcam, e Internacional empata com o Santos

Na próxima rodada do Brasileirão, Inter visitará Vasco, sexta-feira, às 21h30, em São Januário

↑ Foto: Reprodução

Internacional e Santos empataram em 2 a 2 na noite desta segunda-feira, no Beira-Rio, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do Colorado foram de Leandro Damião e Patrick. O Peixe marcou com Gabigol e Fabiano (contra).

A partida foi movimentada e teve o Alvinegro buscando o empate duas vezes. Leandro Damião, ex-santista, e Gabriel Barbosa, artilheiro do Campeonato Brasileiro, foram destaques e participaram das principais oportunidades do duelo.

Com o empate, o Internacional cai para a terceira colocação, com 57 pontos, cinco a menos que o líder Palmeiras. O Santos segue na sétima posição, agora três atrás do Atlético-MG, o primeiro na zona de classificação para a Libertadores da América.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Inter visitará o Vasco, sexta-feira, às 21h30, em São Januário. O Peixe receberá o Fluminense, sábado, às 16h30, na Vila Belmiro.

JOGO

O Santos não se intimidou com o Beira-Rio lotado e começou melhor o jogo contra o Internacional. Com marcação adiantada, o Peixe freou a pressão dos donos da casa nos primeiros minutos e se armaram à procura do contra-ataque.

A primeira chance – e a melhor dos primeiros 45 minutos -, foi aos 24, quando Carlos Sánchez armou o contra-ataque e inverteu para Gabigol. O artilheiro do Campeonato Brasileiro bateu de fora da área, com categoria, e o goleiro Marcelo Lomba tocou com a ponta do dedo antes da bola parar no travessão.

Depois da pressão santista, o Inter equilibrou a partida e começou a criar chances. A primeira veio com Edenilson, após cruzamento de Cuesta aos 40 minutos. O goleiro Vanderlei salvou. E três minutos depois, saiu o gol. Edenilson, destaque do Colorado, tabelou com Patrick e encobriu o camisa 1. Luiz Felipe salvou e no rebote Leandro Damião, de cabeça, fez valer a Lei do Ex.

E ainda deu tempo para Rodrigo Moledo, na pequena área, furar a tentativa de letra, sem goleiro. O Santos começou bem, mas pôde comemorar a desvantagem de apenas um gol para o intervalo.

LÁ E CÁ

O Santos retomou as rédeas da partida para a etapa final e logo conseguiu o empate, em golaço de Gabigol. O camisa 10 acertou um chute improvável, colocado, do bico da área e marcou pela 15ª vez no Campeonato Brasileiro. É o artilheiro.

O Internacional reagiu rápido ao empate sofrido e quase empatou aos 8 minutos, novamente com Leandro Damião. O cabeceio parou em nova boa defesa de Vanderlei. Segundos depois, se iniciou uma polêmica com a arbitragem.

Com cinco minutos de paralisação e resenha com auxiliares, o árbitro assinalou impedimento de Leandro Damião. O centroavante teria feito um lindo gol por cobertura. O juiz entendeu que o toque veio de Cuesta e não de Sánchez em dividida.

O lance polêmico não esfriou o Inter e o gol não demorou a vir. Aos 25 minutos, Carlos Sánchez cobrou escanteio baixo e originou um contra-ataque mortal. De Edenilson, para Nico López e a assistência para o gol de Patrick.

E quando o jogo caminhava para vitória do Internacional, o Santos voltou a reagir. Aos 33 minutos, Bruno Henrique rolou para Gabigol chutar bem com a perna direita. O goleiro Lomba espalmou, Fabiano foi traído pelo efeito no rebote e o camisa 10 aproveitou o bate-rebate. Ele saiu comemorando, mas o gol foi marcado contra do lateral colorado.

Os minutos finais foram de muita movimentação e chance para os dois lados. Na melhor delas, o zagueiro Rodrigo Moledo cabeceou para outra grande defesa de Vanderlei, aos 44 minutos. No fim das contas, empate de bom futebol em Porto Alegre.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

MAIS NO TH