Esporte

19 de setembro de 2018 23:58

Furacão vence Caracas e consegue boa vantagem para jogo de volta no Brasil

Equipes voltam a se encontrar no dia 3 de outubro, na Arena da Baixada, em Curitiba

↑ Foto: Reprodução

O Atlético Paranaense foi à Venezuela para encarar o jogo de ida da terceira fase da Copa Sul-americana e conseguiu uma ótima vitória por 2 a 0 sobre o Caracas, no reformado Estádio Olímpico. Com o resultado, o Rubro-Negro pode até perder em casa por 1 a 0 que seguirá para a próxima fase da competição.

O Furacão abriu a contagem aos 41 minutos da primeira etapa, com Raphael Veiga, que pegou sobra de bola e, com liberdade, mandou para o fundo da rede. Depois do intervalo, novamente Raphael Veiga, aos 27 minutos, ampliou a vantagem.

As equipes voltam a se encontrar no dia 3 de outubro, na Arena da Baixada, em Curitiba. O vencedor do confronto pegará na próxima fase quem ganhar do duelo entre Botafogo e Bahia.

Jogo – Seguindo suas características, o Furacão tocava bola, buscando espaço para encaixar seus ataques. Aos três minutos, Nikão recebeu pela direita, cruzou de três dedos, mas o goleiro Herrera deixou a meta para segurar. O time venezuelano respondeu em cobrança de escanteio fechada, aos oito minutos, que Paulo André tirou dentro da pequena área. Com mais posse, o Rubro-Negro mostrava ansiedade, com muitas finalizações em cima da defesa local.

O Caracas deu seu primeiro chute a gol apenas aos 18 minutos, com Diomar Díaz, que arriscou de longe, por cima da meta, sem grande perigo. O troco veio com Raphael Veiga, aos 22 minutos, pegando sobra de boa para soltando o pé para defesa tranquila de Herrera. Aos 28 minutos, Jonathan cruzou para Pablo, na medida, mas a cabeça foi pela linha de fundo.

A única arma venezuelana era o chute de longe, como aos 30 minutos, com Quijada ajeitando de cabeça para Añor mandar um petardo que passou raspando o post. O Atlético, entretanto, era superior e o gol parecia questão de tempo. Até que, aos 41 minutos, Jonathan fez o cruzamento, Pablo ajeitou de peito para Marcinho, que furou. Porém, Raphael Veiga, com liberdade, afundou a rede para abrir o placar.

Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. Aos três minutos, Martins cobrou falta para dentro da área, mas ninguém conseguiu aproveitar a bola que passou na frente de todo mundo. O time da casa não mostrava boa qualidade técnica e chegava somente na vontade, sem perigo. O Rubro-Negro, entretanto, assustou mais uma vez aos 11 minutos, em uma bomba de Raphael Veiga, para fora.

Praticamente assistindo apenas ao jogo, Santos segurou cruzamento de Hernandez, aso 22 minutos, sem maiores problemas. Aos 24 minutos, Marcinho partiu para a jogada individual dentro da área adversária e Quijada apareceu para travar no momento da finalização. Aos 27 minutos, Pablo recebeu com liberdade, parou no goleiro Herrera e no rebote, Raphael Veiga empurrou de cabeça para a rede, ampliando a vantagem.

O Atlético trocava passe com tranquilidade, administrando a vitória sem ser atacado e esperando por espaços para tentar ampliar o placar. Aos 33 minutos, Raphael Veiga tabelou com Cirino e chutou prensado, nas mãos de Herrera. Aos 43 minutos, Añor cobrou falta no ângulo e a bola passou raspando o poste. Time principal do Furacão conseguiu sua segunda vitória como visitante na temporada.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

MAIS NO TH