Esporte

19 de julho de 2018 22:45

Santos e Palmeiras empatam em 1 a 1 no Brasileirão

No Pacaembu, Palmeiras saiu na frente com gol do ex-santista Lucas Lima, mas cedeu o empate no 2º tempo — pela 3ª vez seguida no campeonato

↑ Foto: Reprodução

Santos e Palmeiras empataram em 1 a 1 nesta quinta-feira (19), em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão, que marcar a volta do campeonato após o período da Copa do Mundo. O time alviverde abriu o placar no início do jogo com o meia Lucas Lima, mas sofreu o empate no 2º tempo no gol do zagueiro Gustavo Henrique.

Com o empate — e os demais resultados da rodada —, o Santos chegou aos 14 pontos e subiu uma posição na tabela (14ª). Já o Palmeiras subiu para 20, mas caiu um degrau na classificação e agora é o sétimo colocado no Nacional.

A partida

O Santos assustou a defesa do Palmeiras no primeiro minuto. Edu Dracena fez falta no atacante Eduardo Sasha. Na cobrança, a bola foi alçada na área e o zagueiro David Braz cabeceou com muito perigo. O goleiro Weverton ficou apenas olhando a bola passar ao lado da trave.

Nos cinco minutos iniciais, o time santista tomou as ações ofensivas do jogo. No entanto, o Palmeiras abriu o placar no primeiro ataque da equipe alviverde.

Aos 6 minutos, Willian fez boa jogada pela direita e passou para Lucas Lima. O camisa 20 dominou na área, girou e bateu no canto esquerdo de Vanderlei: 1 a 0.

Na comemoração, o meia palmeirense, que se emocionou pelo gol, ficou de frente para a torcida santista. o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva viu a atitude como uma provocação e puniu o palmeirense com o cartão amarelo.

Depois de abrir o placar da partida, o Palmeiras equilibrou o duelo e passou a ficar mais com a bola nos pés. A equipe santista parecia ter sentido o gol sofrido.

Mas, aos 14 minutos, o atacante Rodrygo — já negociado com o Real Madrid — partiu para cima de Felipe Melo no meio de campo, o volante palmeirense parou a jogada com falta e recebeu o cartão amarelo.

O duelo estava tenso e com jogadas ríspidas de ambos os lados. Aos 24 minutos, o volante Alison entrou duro em Willian e também recebeu o cartão amarelo — o jogador estava pendurado e cumprirá suspensão automática no próximo compromisso do time.

Aos 26 minutos, o lateral-direito Vitor Ferraz cruzou na área, mas a zaga interceptou antes de Eduardo Sasha chegar na bola. Pouco depois, Weverton afastou de soco a cobrança de escanteio.

Dois minutos mais tarde, o Palmeiras desceu com Hyroan, que arriscou de longe e obrigou o goleiro Vanderlei a espalmar para fora da área.

Logo em seguida, o Santos teve a melhor chance de igualar o marcador até então na partida. Rodrygo cruzou da esquerda, Sasha tocou de cabeça para o meio da área e a bola sobrou para o atacante Gabriel Barbosa, que chegou atrasado e perdeu um gol feito.

Aos 33 minutos, Gabriel Barbosa dominou pela direita, puxou para dentro e bateu para o gol, mas o chute foi alto demais. O Santos passou a atacar mais, porém, insistia demais nas bolas aéreas.

O Palmeiras criou outra boa jogada aos 38 minutos. Willian passou para Bruno Henrique, que ajeitou para Gustavo Scarpa, mas o meia chutou fraco e sem direção.

Um minuto depois, o santista Bruno Henrique recebeu de Gabriel Barbosa na área, mas cabeceou mal e a defesa palmeirense conseguiu afastar o perigo.

Aos 42 minutos, o meia Hyoran desperdiçou uma oportunidade incrível de ampliar o marcador. Ele disparou com a bola em um contra-ataque rápido e foi derrubado, mas Lucas Lima conseguiu dar andamento à jogada. O camisa 20 tocou para Willian já na área, recebeu de volta e passou para Hyoran, sem goleiro, que chutou. Mas o zagueiro Gustavo Henrique salvou em cima da linha.

Na sequência, Rodrygo derrubou Lucas Lima na intermediária e chutou a bola com força na direção do banco de reservas do Palmeiras. O atacante santista, de 17 anos, foi punido com o cartão amarelo. O atacante Deyverson também recebeu o cartão amarelo por ter se envolvido na confusão.

Segundo tempo

O Palmeiras chegou primeiro ao gol adversário na volta do intervalo. No primeiro minuto, Willian fez boa jogada pela direita, passou para Bruno Henrique, que tocou na esquerda para Hyoran. Já na área, o palmeirense ajeitou e bateu colocado, mas bola subiu um pouco a mais e saiu pela linha de fundo.

O Santos tentou reagir, aos 4 minutos, em uma cobrança de escanteio. Gustavo Henrique cabeceou para chão, mas Weverton pegou com tranquilidade.

Aos 8, os santistas reclamaram de pênalti em Gabriel Barbosa. O atacante invadiu a área, foi pressionado por Marcos Rocha e caiu. Mas o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva considerou a jogada normal.

Cinco minutos depois, o mesmo Gabriel Barbosa furou na tentativa de cabecear dentro da área e perdeu nova oportunidade de gol no jogo. Assim como na primeira etapa, o Santos usava em demasia o expediente das bolas cruzadas na área para surpreender a defesa palmeirense.

Aos 20 minutos, o atacante Rodrygo Goes sentiu uma contusão e teve que deixar o campo. Yuri Alberto foi o escolhido pelo técnico Jair Ventura para ocupar a vaga.

O Santos teve uma boa chance de gol aos 29, após uma falta de Gustavo Scarpa. Vitor Ferraz, com o pé trocado, bateu na área, a defesa rebateu, Felipe Melo tentou tirar e acertou a própria trave, mas a bola voltou para Gustavo Henrique, que cabeceou para o gol.

Depois de sofrer o gol, o técnico Roger Machado fez duas alterações de uma vez no Palmeiras: saíram o meia Hyoran e o atacante Willian para as entradas de Jean (volante) e Deyverson (atacante), que havia recebido cartão amarelo no primeiro tempo, ainda no banco de reservas.

Aos 37 minutos, Jean Mota arriscou de longe, a bola quicou na frente de Weverton, que teve muitas dificuldades para espalmar a bola.

Aos 45 minutos, Bruno Henrique acertou um belo chute e obrigou Vanderlei a fazer uma grande defesa e evitar o segundo gol palmeirense no clássico. Um minuto mais tarde, Deyverson acertou uma cabeçada certeira, mas o goleiro santista salvou o time novamente.

O Palmeiras perceu outro gol aos 48 minutos, quando o volante Jean, que completava 100 jogos pelo clube, atingiu a trave do gol santista. Foi o último lance do clássico.

Próximos jogos

Na próxima rodada do Brasileirão (14ª), o Santos enfrentará a Chapecoense, no domingo, às 19 horas, na Arena Condá, em Chapecó. No mesmo dia, às 16 horas, o Palmeiras receberá o Atlético Mineiro.

Fonte: R7

Comentários