Esporte

3 de abril de 2018 08:38

Técnico do CSA eleva moral do grupo e acredita no título

Marcelo Cabo é o primeiro a encabeçar motivação

↑ Técnico Marcelo Cabo volta a trabalhar no estado de Goiás, após passagem por Alagoas (Foto: Ascom / CSA)

Esta segunda-feira (2) foi folga geral e nesta terça-feira (3) começam os trabalhos. E quem pensa que o CSA jogou a toalha do campeonato está enganado. O técnico Marcelo Cabo é o primeiro a encabeçar essa motivação.

“O CSA não fez uma má partida. Nós tivemos o controle do jogo a todo momento. O que faltou foi a contundência no último terço, na hora decisiva. Precisávamos ser mais contundentes nas finalizações, nas tabelas e nos cruzamentos. Chegamos na área, mas não finalizamos. Agora, vamos precisar de tranquilidade para trabalhar durante a semana. Falo mais uma vez que a final está aberta porque 1 a 0 não é uma vantagem expressiva, já que, se fizermos um gol, levaremos a decisão para os pênaltis. Então, vamos trabalhar com calma e equilíbrio para revertermos este quadro”, disse na coletiva pós-jogo.

Ele espera contar com jogadores que estão no departamento médico como Leandro Kível e Rodrigo Lobão. “Sabíamos que eles vinham retrancados e infelizmente o resultado não veio. Mas não tem nada ganho e tem o próximo jogo para nosso time reverter essa situação. Eles têm o direito de cobrar como nas horas que nós ganhamos eles aplaudem”, comentou o lateral Rafinha.

Os treinamentos seguem até quinta-feira no Mutange e depois seguem para o Estadio Nelson Feijó, da mesma forma da semana passada.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários

MAIS NO TH