Esporte

8 de novembro de 2017 02:01

Guarani vira, mas cede empate ao Ceará e segue próximo ao Z4

Placar foi aberto aos 14 minutos do primeiro tempo pelo time da casa

Em um jogo de opostos, o empate entre Ceará e Guarani por 2 a 2 na noite desta terça-feira, no Castelão, consolidou o Vozão no G4 do Campeonato Brasileiro da Série B, enquanto o Bugre se complicou ainda mais na luta contra o rebaixamento e segue junto do Z4. A partida ainda teve muita reclamação dos alvinegros com atuação do trio de arbitragem em relação ao gol anulado de Richardson, que estava em posição legal com o placar já empatado em dois gols.

O placar foi aberto aos 14 minutos do primeiro tempo pelo time da casa. Ricardinho cobrou falta do lado esquerdo do campo, Rafael Pereira apareceu livre no meio da área e desviou de cabeça para o gol, enquanto o goleiro Leandro Santos tentou sair, mas ficou no meio do caminho. Os Bugrinos ainda reclamaram de posição de impedimento, mas o assistente confirmou o tento do Ceará.

A alegria do Alvinegro, porém, durou pouco. Aos 19 minutos, Richarlyson cobrou falta na intermediária para Jussani, dentro da área. O zagueiro tentou o passe de cabeça para o meio e acertou o braço esquerdo de Romário. Em cima do lance, o árbitro assinala penalidade máxima. Na cobrança, Bruno Nazário deslocou o goleiro e mandou para as redes.

Na luta contra o rebaixamento, o Guarani pressionou na etapa final e conseguiu a virada aos 27 minutos. Jussani aproveitou cobrança de escanteio, subiu mais que a defesa do Ceará e finalizou no canto direito, sem chances para Éverson.

Mais uma vez, o placar foi igualado pouco minutos depois. Com 34 jogados, Magno Alves mostrou oportunismo e aproveitou furada de Kevin dentro da área para chutar com a perna esquerda, deslocar Leandro Santos e empatar o jogo para o Vozão.

Com o resultado, o Ceará alcança os 59 pontos e permanece na terceira posição, atrás de Internacional e América-MG (ambos com 63), mesmo sem vencer há duas rodadas. A vantagem para o Oeste, quinto colocado, é de três pontos. O time de Marcelo Chamusca tem mais quatro rodadas para tentar o acesso à elite do Campeonato Brasileiro, que disputou pela última vez em 2011.

Para o Guarani, o ponto conquistado no Castelão é suficiente para não alterar a posição inicial. O time dirigido por Lisca permanece em 15º lugar, agora com 40 pontos, assim como Luverdense e Boa Esporte. A vantagem do Bugre é ter uma vitória a mais que os dois concorrentes. Nas contas da equipe, mais seis pontos evitam o perigo do rebaixamento.

As duas equipes voltam a campo no sábado, pelo complemento da 35ª rodada da Série B. Fora de casa, o Ceará enfrenta o Goiás, no Serra Dourada, em Goiânia, às 17h30. Um pouco mais tarde, às 19h, o Guarani recebe o CRB, no Brinco de Ouro, em Campinas.

Fonte: Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários