Esporte

28 de agosto de 2017 11:12

Luta olímpica estudantil cresce em Alagoas e revela novos talentos

Escola Estadual Dom Otávio Barbosa Aguiar, de Maceió, garantiu o primeiro lugar geral do masculino e feminino do Jeal 2017

Modalidade em ascensão em Alagoas, a luta olímpica contou com uma participação expressiva na etapa juvenil dos Jogos Estudantis de Alagoas (Jeal). Ao todo, 17 alunos de cinco unidades de ensino competiram durante as provas da modalidade, disputadas no ginásio da Escola Estadual Princesa Isabel.

O coordenador da Luta Olímpica no Jeal 2017, Ivo Antônio da Silva Neto, comemorou o aumento no número de inscrições em relação à edição passada dos jogos. “Conseguimos o dobro de participantes nas categorias masculina e feminina. Percebemos também a melhoria do nível técnico dos estudantes, porque, apesar de ser uma modalidade nova no Estado, eles têm se destacado cada vez mais”, avalia.

E um desses destaques é o aluno da Escola Estadual Rosa Maria Paulina da Fonseca (Marechal Deodoro), Wanderson Messias de Lima. Com apenas 15 anos, ele foi ouro no peso Pesado e já conseguiu ficar em 3º lugar durante a seletiva do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em 2017.

“Confesso que não conhecia o esporte. Mas um professor me incentivou bastante e acabei tomando gosto. Tem apenas um ano e quatro meses que eu pratico luta olímpica, e sempre tive o apoio da minha família. Para mim, o Jeal é a competição mais importante do ano”, diz Wanderson.

Quadro de medalhas

Com seis categorias em disputa – pesos Leve, Médio e Pesado no Masculino e Feminino – a luta olímpica teve 13 medalhistas. Destaque para a Escola Estadual Dom Otávio Barbosa Aguiar, do Benedito Bentes, campeã geral do Masculino e Feminino com oito medalhas. Bom desempenho também das escolas estaduais Rosa Maria Paulina da Fonseca, de Marechal Deodoro e Aurelina Palmeira, do Vergel, cada uma com três medalhas. A Escola Estadual Rubens Canuto e a Escola I.B de Miranda, ambas de Maceió, tiveram, cada uma, um ouro.

 

Comentários

MAIS NO TH