Esporte

29 de julho de 2017 21:01

São Paulo vence Botafogo com atuações decisivas de Hernanes e Marcos Guilherme

Tricolor perdia por 3 a 1 até os 39 minutos do segundo tempo e virou o placar

Sem dúvida um dos melhores jogos do Campeonato Brasileiro. Em um duelo eletrizante, o São Paulo venceu o Botafogo neste sábado (29), por 4 a 3, com direito a doses elevadas de emoção no Estádio Nílton Santos. O time paulista perdia por 3 a 1 até os 39 minutos do segundo tempo quando os estreantes Marcos Guilherme e Hernanes escreveram seus nomes na virada histórica. A valentia do time representou o primeiro triunfo do Tricolor fora de casa na competição e, de quebra, fez a equipe deixar momentaneamente a zona de rebaixamento.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 19 pontos e subiu para o 15º lugar na classificação. Agora, o time tricolor torce pelo tropeço de Coritiba (16º, com 19) ou Atlético-PR (17º, com 17), que enfrentam Atlético-MG e Vasco, respectivamente, para fechar a rodada fora do grupo de ameaçados. O Botafogo continua com 24 pontos e está na sétima posição.

O Fogão começou a partida com mais posse de bola e trocando passes no campo de ataque enquanto o São Paulo tentava cadenciar o jogo. Mas, aos poucos o time paulista equilibrou o duelo.

O primeiro gol saiu após vacilo da zaga do Botafogo. Aos 17 minutos, Lucas Pratto desceu pela direita e tocou para Cueva, que tentou jogada individual. João Paulo tomou a frente, mas perdeu a bola dentro da área. Ela sobrou para Cueva, que só teve o trabalho de chutar para o gol vazio.

A torcida tricolor ainda comemorava quando no lance seguinte veio o empate. Após cruzamento da direita, Bruno afastou de cabeça e a bola sobrou na ponta esquerda para Rodrigo Pimpão, que tocou para Marcos Vinícius. Ele dominou e bateu cruzado. A bola tocou na trave esquerda e morreu nas redes.

Pouco depois, o mesmo Marcos Vinícius ampliou. Em jogada pelo meio, ele arriscou chute longo, de fora da área, e contou com um frango de Renan Ribeiro para colocar o time da casa em vantagem. A bola quicou no “morrinho artilheiro” e matou o goleiro do São Paulo. Um peru.

Depois do intervalo o São Paulo retornou melhor e disposto a buscar o empate. O time comandou as ações da etapa e com praticamente os 11 jogadores no campo de ataque foi criando suas oportunidades. A primeira delas em chute de Hernanes, de fora da área, que Gatito Fernández caiu para fazer boa defesa.

Cueva teve chance ainda melhor quando o árbitro marcou pênalti de Carli em Wellington Nem. Porém, o meia peruano bateu rasteiro, fraco e desperdiçou a excelente oportunidade. Para piorar o clima no São Paulo, o Botafogo ampliou logo depois em rápido contra-ataque. Luis Ricardo foi ao fundo e cruzou para Guilherme, que bateu no canto esquerdo de Renan Ribeiro para fazer 3 a 1.

E a partir de então o São Paulo fez história. A reação começou aos 39 minutos com o estreante Marcos Guilherme, que havia entrado no lugar de Marcinho. Ele fez de cabeça o segundo do time após cobrança de escanteio. Em seguida, aos 41, o outro estreante da tarde, Hernanes, tratou de empatar. Bruno cruzou da direita e Cueva bateu rasteiro. A bola sobrou para Hernanes, que precisou chutar duas vezes para marcar em seu retorno ao clube. 

Quando parecia que o São Paulo se dava por contente com empate conquistado na raça e nos pés do Profeta, Marcos Guilherme apareceu de novo e confirmou a virada épica. Ele recebeu passe açucarado de Cueva por trás da zaga, invadiu a área e bateu cruzado, no canto direito de Gatito, para selar o resultado. Final de jogo: Botafogo 3 x 4 São Paulo. De virada. Histórica.  

“Foi demais, nem nos melhores sonhos ou planejamento isso poderia acontecer. Mas foi justo porque só nós jogamos. Uma vitória importantíssima. É bom todos ficarem sabendo: este aqui é o São Paulo”, comemorou Hernanes na saída de campo.

Na próxima rodada o Botafogo recebe o Palmeiras no Rio de Janeiro, na quarta-feira (2). No dia seguinte é a vez do São Paulo medir forças com o Coritiba no Morumbi.

Fonte: R7

Comentários