Esporte

15 de março de 2017 10:01

CSA recebe Coruripe de portões fechados no Estádio Rei Pelé

Técnico Oliveira Canindé vai com força máxima buscar outra vez a liderança do Grupo B do Campeonato Alagoano

Antes de começar o primeiro treino da semana no Mutange, jogadores e comissão técnica reunidos no meio do gramado fizeram uma oração. Ontem o trabalho foi mais leve e hoje o CSA recebe o Corurioe às 20h no Estádio Rei Pelé com portões fechados.

O técnico Oliveira Canindé deve contar com o retorno do zagueiro Leandro e fazer poucas alterações no time que bateu o CRB. O jogo hoje  será o penúltimo jogo de portoes fechados do CSA,  em cumprimento a punição do STJD.

“Vamos com força máxima para recuperar a liderança do grupo. Nosso clube quer somar o maior numero de pontos pensando nas vantagens nas finais do estadual”, disse o meia Didira.

Ele começou a temporada como titular e fez um gol. Dos seis primeiros jogos no ano, ficou de fora apenas quando foi poupado. Porém, nas últimas seis partidas, ficou quatro entre os reservas. O meia saiu do banco, contra o CRB, e quer repetir o desempenho do clássico para voltar ao time principal.   Quem vive um grande momento com a camisa azulina é o jovem Dahwan. Ele veio das categorias de base do Corinthians e mostrou muita qualidade no último clássico das multidões.

“Quero cada dia mais buscar meu espaço no time. Quem o professor escalar vai dar conta do recado.  Estou muito feliz e quero seguir trabalhando”, revelou.

Rayro, lateral-esquerdo do Azulão, sabe que ainda é preciso ajustar alguns detalhes, mas ele acredita no potencial de sua equipe, que enfrenta o Coruripe. “A gente sabe que ainda tem muito a acrescentar, muito a crescer. Acho que o nosso grupo é forte. Claro, ainda precisamos de algumas coisas, como por exemplo, ter uma sequência maior durante o Alagoano, para que possa se firmar como o grupo para Série C”.

Fonte: Tribuna Independente

Comentários