Esporte

5 de fevereiro de 2017 21:30

Galo faz a festa no Clássico das Multidões e vence o CSA

CRB agora lidera o Grupo D da Copa do Nordeste

O CRB venceu o primeiro Clássico das Multidões de 2017. Pela segunda rodada da Copa do Nordeste, o time regatiano foi melhor e conseguiu um importante triunfo por 2 a 1 sobre o CSA no estádio Rei Pelé, em Maceió, neste domingo (5).

Com o resultado, o Galo pulou para a liderança do Grupo D com quatro pontos, um a mais que seu rival, agora em segundo lugar.

O Jogo

Como é aguardado em todos os clássicos, o jogo começou quente, com os dois times indo para cima, em busca do primeiro gol. Uma pena que o tento inaugural tenha vindo de uma jogada irregular, não percebida pela arbitragem. Após cobrança de escanteio, Gabriel ajeitou e Danilo Pires, em posição de impedimento, colocou a bola no fundo das redes do CSA, aos nove minutos.

Toda a reclamação do time azul deixou a equipe desestabilizada. Assim, os comandados de Léo Condé aproveitaram e fizeram o segundo gol ainda no primeiro tempo. Aos 39 minutos, Mailson fez boa jogada de velocidade e cruzou para Sérgio Mota só desviar para dentro da baliza.

Atrás no placar, o CSA veio bem mais ofensivo para a segunda etapa. Logo aos dez minutos, Alex Henrique arriscou um chute colocado de fora da área e exigiu uma grande defesa do goleiro Juliano.

Quatro minutos depois, porém, o goleiro regatiano falhou. Ao tentar sair para evitar que a bola chegasse em Thiago Potiguar, foi driblado e permitiu que o passe chegasse até Alex Henrique, que, sem arqueiro, só teve o trabalho de colocar dentro do gol.

Aos 23 minutos, foi a vez do goleiro Jeferson, do CSA, brilhar. Depois de grande jogada, Mailson arriscou o chute de fora da área, mas bem posicionado, o arqueiro conseguiu salvar seu time.

Próximos jogos

Pela Copa do Nordeste, os dois times voltam a atuar no próximo sábado. O CRB vai até Natal para enfrentar o ABC, às 21h30. Já o CSA atuará em casa, no Rei Pelé, diante do Itabaiana. As partidas serão válidas pela terceira rodada da competição.

Comentários

MAIS NO TH