Esporte

14 de outubro de 2016 00:14

Palmeiras empata com o Cruzeiro e deixa rivais se aproximarem

Em campo, o atacante Gabriel Jesus não rendeu o que a torcida esperava

Uma atuação afobada e irregular levou o Palmeiras a empatar sem gols com o Cruzeiro, nesta quinta-feira, no estádio Fonte Luminosa, em Araraquara. O tropeço foi benéfico para os rivais do Verdão na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Com 61 pontos, a equipe comandada por Cuca terminará a 30ª rodada na liderança, mas permitirá a aproximação de Flamengo (60) e Atlético-MG (56) na tabela de classificação.

A partida teve início com uma notícia desagradável para o Palmeiras, já que o zagueiro Yerry Mina foi reprovado no teste físico e acabou cortado até do banco de reservas. O jogador, que havia atuado pela seleção da Colômbia na terça-feira, apresentou um desgaste excessivo e teve de ser preservado.

Em campo, o atacante Gabriel Jesus não rendeu o que a torcida esperava. O Palmeiras até fez um bom primeiro tempo, mas as chances desperdiçadas comprometeram a atuação final da equipe. Na etapa complementar, o time abusou de erros simples e se perdeu na marcação do Cruzeiro.

O próximo compromisso do Palmeiras será neste domingo, contra o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli. No mesmo dia, o Cruzeiro, que está com 37 pontos, no 12º lugar, enfrentará a Chapecoense, no estádio do Mineirão.

O Jogo – O Palmeiras teve o controle de todo o primeiro tempo, mas não aproveitou nem uma das chances criadas para sair na frente do Cruzeiro. Aos quatro minutos, o atacante Dudu recebeu na pequena área um cruzamento de Gabriel Jesus e, no susto, cabeçou para fora.

O camisa 7 ainda ameaçou a defesa adversária ao arrancar duas vezes em direção ao ataque. Mas, de cabeça baixa, não viu os companheiros em melhor condição e desperdiçou ambas as chances. Já o Cruzeiro respondeu aos seis minutos, em chute de Rafinha que Jailson espalmou no centro do gol.

O Palmeiras encontrou a melhor oportunidade do primeiro tempo aos 14 minutos, após Tchê Tchê enfiar uma bola para dentro da área e deixar Gabriel Jesus livre de marcação. O camisa 33 ficou de frente para Rafael, mas tirou muito do goleiro e viu a bola sair pelo lado esquerdo.

Moisés, aos 16 minutos, tentou um chute colocado e mandou nas mãos de Rafael. Aos 20, o cruzeirense Rafinha aproveitou vacilo de Jean na lateral esquerda, roubou a bola com facilidade e deixou o palmeirense no chão. Ao finalizar, o jogador errou a mira e acertou o lado de fora da rede de Jailson.

O Verdão ainda criou duas oportunidades perigosas no primeiro tempo. Após cruzamento de Tchê Tchê, aos 23 minutos, Róger Guedes deu uma puxada na bola e mandou por cima. Já nos acréscimos, Jean cobrou falta e Rafael espalmou para o lado. O zagueiro Vitor Hugo conseguiu aproveitar a sobra e cruzou rasteiro para o miolo da área, mas Edu Dracena não alcançou para completar.

O segundo tempo teve início com um gol impedido de Thiago Santos, logo aos dois minutos. O volante estava em posição irregular quando aproveitou a sobra de um escanteio e foi flagrado pelo assistente. O Cruzeiro, aos poucos, ganhou terreno e assustou com bolas aéreas.

A queda de rendimento fez o técnico colocar Rafael Marques no lugar de Róger Guedes. O atleta, nascido em Araraquara, foi muito aplaudido pela torcida. Mas o apoio das arquibancadas não diminuiu o ritmo cruzeirense. Aos 17 minutos, um chute de Robinho passou por Jailson e só não entrou no gol porque Zé Roberto se lançou para tirar em cima da linha.

A fim de reconquistar o meio-campo, Cuca tirou Dudu e acionou Cleiton Xavier, aos 25 minutos. Como a alteração não surtiu efeitos, o treinador voltou a mexer na equipe e, aos 30, acionou Alecsandro no lugar de Moisés. Faltou, no entanto, qualidade para superar a defesa adversária.

Conforme o jogo se aproximava do final, o Palmeiras se mostrava impaciente com a bola nos pés e errava até passes simples no ataque. O Cruzeiro, satisfeito com o empate, distribuía chutões e mantinha duas linhas defensivas para impedir o avanço rival. Aos 44 minutos, na última chance do jogo, Willian avançou pela direita e acertou a trave de Jailson. A igualdade, no fim, saiu no lucro para o Verdão.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários