Autos & Motos

27 de março de 2019 15:58

Moto Honda da Amazônia anuncia plano em unidade no Brasil

Empresa é tradicional no segmento duas rodas

↑ Empresa prevê aportes de R$ 500 milhões até 2021 (Foto: Divulgação)

Pautada por seu compromisso global com a inovação e com a entrega de produtos da mais alta qualidade a seus clientes, a Moto Honda da Amazônia anunciou um novo ciclo de investimentos em sua operação no Brasil.

A empresa prevê aportes na ordem de 500 milhões de reais a serem realizados até 2021, que visam a modernização de sua unidade fabril, a fim de tornar a Moto Honda referência em produtividade.

Com este objetivo, será realizada uma completa transformação na cadeia produtiva, que irá proporcionar maior eficiência, melhorias significativas em logística e avanços tecnológicos que, juntos, irão contribuir para o aumento da competitividade da empresa.

“A Moto Honda da Amazônia é uma empresa tradicional no segmento duas rodas, atuante no Brasil desde 1971. Em 48 anos, acompanhamos o amadurecimento deste mercado e, claro, do público consumidor que está cada vez mais exigente em quesitos como design, segurança, tecnologias amigáveis ao meio ambiente e preço. Assim, estamos fortalecendo a nossa eficiência no processo produtivo para continuarmos satisfazendo nossos consumidores e obtendo a competitividade internacional em um segmento cada vez mais concorrido e globalizado “, comenta Issao Mizoguchi, presidente da Honda South America.

Modernização

Renovação de equipamentos, construção de novos prédios, reposicionamento de linhas produtivas e melhoria dos postos de trabalho estão entre as ações que serão implementadas na fábrica nos próximos três anos com o objetivo de tornar a Moto Honda ainda mais eficiente.

foto

Para se obter um fluxo produtivo mais interligado e com menor movimentação, algumas áreas da empresa serão realocadas. A iniciativa terá início com o agrupamento dos processos para a fabricação de motores, a partir da transferência da fundição, da usinagem, da pintura alumínio e da montagem dos motores para uma nova estrutura predial, inaugurando, assim, a Fábrica de Motores.

A primeira área a ser transferida será a fundição, cujo novo galpão já está construído e possui 13.852 mil metros quadrados. A partir do segundo semestre deste ano ocorrerá a transferência do processo de usinagem, também para um novo local, com 11.928 metros quadrados, que está em obras no momento. Já a transferência da pintura alumínio e da nova montagem dos motores, que também ganharão novos prédios, deverá estar concluída até 2020.

Da mesma forma, simultaneamente à Fábrica de Motores, será conduzida a modernização de toda a cadeia produtiva da Moto Honda da Amazônia, incluindo a montagem de motocicletas, a produção do chassi, a produção de peças plásticas, os processos de soldagem e pintura dos tanques, além dos departamentos de embalagem e expedição.

“Estamos engajados em tornar a Moto Honda referência em produtividade. Promoveremos melhorias em maquinário, com novos robôs e processos mais atualizados. Esta iniciativa irá proporcionar maior flexibilidade e rapidez à nossa operação para superar cada dia mais as expectativas de nossos clientes”, explica Júlio Koga, Vice-presidente Industrial da Moto Honda da Amazônia.

Fonte: Tribuna Autos & Motos

Comentários