Entretenimento

19 de novembro de 2021 14:00

Crianças do Quintal Cultural visitam Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos 

O bibliotour contou com a presença da autora Cláudia Lins, que presenteou as crianças com suas novos obras

↑ (Foto: Assessoria)

Na última quarta-feira (17), as crianças do projeto Quintal Cultural fizeram um passeio no centro de Maceió e conheceram a Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos. Acompanhados da professora Vera e da equipe da Biblioteca, circularam por toda a estrutura do prédio histórico, e tiveram momentos de interação com os livros, máquinas de escrever antigas e até com a escrita e leitura em braille.

O Bibliotour contou com a presença da autora Cláudia Lins, contemplada em 2020 pelo Edital de Diversidade Literária da Lei Aldir Blanc Alagoas, tanto como escritora na categoria obras não inéditas com o livro “Lendas do Velho Chico” lançado pelo selo editorial alagoano Lua azul, como quanto empresa editora na categoria obra não inédita, com “O Tambor Encantado”.

Claudia se dedica a escrita para contar histórias da nossa região às crianças para que elas se identifiquem com as paisagens e personagens. “É muito importante esse momento de troca entre o autor e o leitor. Conversar com as crianças e com os educadores que estão ali como mediadores de leitura e poder trazer para eles uma literatura que fala de Alagoas, que reverencia as paisagens, a cultura e o folclore que é o caso de Lendas do Velho Chico que nós falamos de histórias do nosso lado do Rio São Francisco, Piranhas, Piaçabuçu, Ilha do Ferro  , CONTA.

A biblioteca já seria contemplada com 10 exemplares de cada uma das obras de Cláudia, mas decidiu-se não apenas entregá-los, mas promover também um momento de bate-papo com os pequenos leitores. Para Cláudia, levar “Lendas do Velho Chico” à biblioteca e encontrar as crianças para compartilhar essa história representa o fechamento de um ciclo: “Conseguir produzir e trazer um livro que é novo, que o leitor está tendo contato com ele praticamente no lançamento na biblioteca é muito gratificante. O livro ficou pronto esse ano, conseguimos através do Edital de Diversidade Literária da Lei Aldir Blanc Alagoas honrar os profissionais envolvidos na produção desse livro, ilustradores, impressão.”

A Secretaria de Estado da Cultura incentiva a continuidade de projetos como os de Cláudia Lins, através dos Editais da Lei Aldir Blanc e acredita que investir em literatura de qualidade para nossas crianças é o melhor caminho para promover a educação e cultura em nosso estado.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH