Entretenimento

21 de setembro de 2020 18:36

Cabrini é demitido do SBT após onze anos de emissora

O SBT deve anunciar novas demissões nas próximas semanas, e até dezembro, a previsão é de uma baixa de 500 funcionários.

↑ Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira, 21, o jornalista Roberto Cabrini, apresentador do Conexão Repórter, foi demitido pelo SBT. Cabrini estava na emissora desde 2009 e internamente seus programas sempre foram muito bem avaliados.

O motivo da demissão não foi nenhum problema com o profissional, mas a emissora decidiu que não manterá mais no ar qualquer programa que não ofereça um retorno financeiro. Apesar da qualidade do Conexão Repórter, quase não havia retorno publicitário. As emissoras ganham pelos anunciantes durante a programação.

Segundo divulgação de Flavio Ricco, houve uma tentativa de acordo com o jornalista nesta segunda-feira, 21, mas sem êxito, foi decidido pela demissão do profissional. Ainda de acordo com a publicação de Ricco, Cabrini nunca ligou para a atração publicitária de seu programa e dava importância em produzir reportagens de excelência, algo que ele sempre o fez.

Antes de Cabrini, a emissora já tinha decidido não renovar o contrato de Rachel Sheherazade. O SBT alegou que não tinha mais como continuar pagando o salário da jornalista, que era de cerca de R$200 mil. Rachel, por sua vez, declarou em entrevista que sua demissão teria viés político, após uma pessoa “pedir sua cabeça” para Silvio Santos.

Não se sabe ainda o que será exibido no lugar do Conexão Repórter ou se existem programas prontos de Cabrini que vão ao ar nas próximas semanas.

O SBT deve anunciar novas demissões nas próximas semanas, e até dezembro, a previsão é de uma baixa de 500 funcionários. Em 2020, a emissora também decidiu não retomar gravações de novela, de forma que Poliana Moça deve ser gravada somente em 2021. Até lá, reprises infantis e mexicanas devem ficar no ar.

Fonte: Tvprime / Guti M

Comentários

MAIS NO TH