Entretenimento

25 de fevereiro de 2020 10:21

Marcelo Adnet ‘paga’ flexões à la Bolsonaro e leva laranjal à Sapucaí

Vestido de político, em clara alusão a Jair Bolsonaro, Adnet deu o tom crítico no segundo dia de desfiles das escolas do grupo especial

↑ Marcelo Adnet imita flexões de Bolsonaro em carro alegórico da São Clemente (Reprodução)

A sátira política voltou a sambar na Marques de Sapucaí no Carnaval deste ano. Depois de uma forte — e necessária — provocação trazida pela Mangueira, a segunda noite de desfiles do Grupo Especial do Rio de Janeiro trouxe a figura do presidente Jair Bolsonaro para o enredo da São Clemente, com direito a imitação primorosa de Marcelo Adnet e as flexões fake do presidente da República. 

Com integrantes “laranjas” na bateria, a escola entrou na avenida e narrou fatos históricos envolvendo política e corrupção, com destaque para a construção do chamado “jeitinho” brasileiro.

Cantando que “o vigário de gravata abençoa a mamata” no samba-enredo Conto do Vigário, que escreveu junto com outros compositores para a São Clemente, o ator Marcelo Adnet deu o tom crítico ao segundo dia de desfiles das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro

Vestido de político, em clara alusão a Jair Bolsonaro, Adnet pagou flexões fake e distribuiu laranjas para os foliões na abertura dos desfiles na Sapucaí. Em cima de um carro alegórico com faixas com as frases “tá ok?”, “a culpa é do Leonardo di Caprio” e “acabou a mamata”, Adnet fez arminha com a mão para o público no enredo que falou sobre as fake news.

“É um enredo que dialoga com o momento atual e tem tudo a ver com o que a gente está vivendo”, disse antes de entrar na avenida.

Assista às flexões de Adnet à la Bolsonaro

 

Fonte: Fórum

Comentários

MAIS NO TH