Entretenimento

8 de março de 2019 11:45

Autor de ‘Milla’ detona Netinho após cantor apoiar Bolsonaro: ‘Bicha burra’

Compositor das músicas Milla e Pra Te Ter Aqui proibiu Netinho de regravá-las e declarou: “Não quero mais ser seu amigo”

↑ Foto: Reprodução/Instagram

Manno Góes, compositor das músicas Milla e Pra Te Ter Aqui, se revoltou com uma atitude do cantor Netinho nas redes sociais. Após Daniela Mercury dar início a uma discussão com Jair Bolsonaro (PSL), que citou a Lei Rouanet, Netinho publicou um apoio declarado ao presidente.

Em uma imagem na qual surge com o chefe do Executivo, o cantor diz: “Eu nunca usei Lei Rouanet, nem quero. Ele sim me recebeu respeitosamente e não fui lá pedir nada, reclamar nada. Fui lá apenas para dizer a ele que se recuperaria da facada que recebeu”.

Diante da publicação de Netinho – e da alfinetada a Daniela -, Manno Góes decidiu se manifestar no Facebook. Ele escreveu um texto para colocar fim à amizade com o cantor e proibi-lo de regravar as músicas Milla e Pra Te Ter

“A Milla da música é amor! É liberdade! É diversidade! Jamais seria tortura, homofobia, xenofobia, preconceito. Jamais seria ligada à milícia ou laranjas”, disse. “A música Milla tem que estar conectada ao lúdico, alegre, divertido, adolescente, amoroso… Jamais a essas pessoas horríveis que admiram Bolsonaro e criticam colegas de trabalho por pura maldade, inveja ou burrice […] Milla jamais seria composta por um admirador de Bolsonaro”, emendou.

Góes ainda questionou a sexualidade de Netinho. “Milla é mais que uma música; é uma história. Que teve em Netinho, um homossexual não assumido-gente-boa, uma voz”, alegou. O compositor também admitiu que seu desafeto nada teve a ver com o fato de Netinho ter votado em Bolsonaro, mas sim em quem o músico teria se transformado.

 

Resultado de imagem para manno goes e netinho

 

“Um rapaz que rebate sua colega de profissão, Daniela, com memes e ironias, por ela querer defender o diálogo. Um rapaz que virou um constrangimento. Um outdoor de vergonha e retrocesso medieval. Esse rapaz de hoje jamais faria sucesso com Milla”, disparou.

 

No texto, Góes deixou claro que não pretende ver Netinho cantando suas músicas novamente. “A Milla da música não tem nada a ver com o personagem constrangedor que Netinho virou. Que nunca mais vai gravar Milla, ou Pra Te Ter Aqui, ou qualquer coisa que eu compuser […] Naufrague com sua maldade, Netinho. Se achasse que você só está ainda doente, não te escreveria isso. Você está são e completamente conectado com esse governo inacreditavelmente perverso. Não me chame de amigo. Não sou seu amigo. Não quero mais ser seu amigo. Você não merece Milla. Bicha burra”, concluiu.

Fonte: Metrópoles / Saullo Brenner

Comentários

MAIS NO TH