Entretenimento

21 de janeiro de 2019 14:34

‘Crucificada’ pela 3ª vez, Anitta solta o verbo e se defende: ‘Parem’

Cantora chamou o amigo Nego do Borel para cantar com ela em um show e a atitude não pegou bem. O público vaiou severamente o cantor de uma maneira que todos no palco ficaram constrangidos.

↑ Foto: Divulgação

Esta segunda-feira, 21 de janeiro, começou causando muita dor de cabeça para a cantora Anitta. Ela chamou o amigo Nego do Borel para cantar com ela em um show e a atitude não pegou bem. O público vaiou severamente o cantor de uma maneira que todos no palco ficaram constrangidos. Isso porque, há pouco tempo, ele fez comentários transfóbicos diretamente a trans Luísa Marilac.

Tentando ajudar o amigo, Anitta ficou numa situação complicada porque as pessoas começaram a crucifica-la outra vez por dar palco ao Nego. As pessoas estavam tão revoltadas que foram no Instagram da Madonna e começaram a pedir que a americana não lance nenhuma música com a carioca por suas últimas atitudes. Sendo assim, a cantora resolveu se manifestar e esclarecer tim tim por tim tim sobre essa polêmica toda.

“Eu não convidei o Nego como participação do bloco, porque eu acho que algumas coisas que ele tem tomado na carreira não condiz, não tem a ver com a minha carreira. Isso eu já conversei com ele, é um assunto de amigos. Inclusive ele me chamou para o DVD dele. Nós tivemos uma longa conversa sobre isso, porque eu expliquei que as coisas que ele está fazendo não têm a ver com quem eu sou e ele não tem me escutado ultimamente”, iniciou sua explicação.

“Ele inclusive me chamou para perguntar se eu estava bolada, put* com ele. Expliquei: ‘Não estou de mal de você, continuo gostando de você, você é meu amigo, eu te amo, não vou deixar de te amar por uma coisa ou outra, eu conheço o seu caráter. Ele não é uma pessoa do mal, que tem feito eu acreditar que ele tem esses pensamentos ruins, que eu realmente não curto. Mas ele toma umas atitudes muito loucas, sem noção. Que eu já tentei várias vezes alertar, mas que não adiantou. Eu falei: ‘Olha, Nego, o que está acontecendo é que você tem tomado atitudes que eu não concordo’. Ele me perguntou e eu falei que jamais vou virar as costas para ele, ele sempre será bem-vindo como meu amigo para curtir meu evento, meu show, o que quer que seja. Mas que o que aconteceu comigo como pessoa é que eu me cansei um pouco de ficar avisando tantas coisas como o beijo do clipe dele e outras atitudes que ele não estava me escutando. Só isso”, lamentou.

“Eu sempre fui esse tipo de pessoa. Sempre pego, ligo, converso. Não que eu ache que eu seja a dona da verdade e que todo mundo tem que pensar como eu. Mas no meu papel de amiga, toda vez que eu acho que eu tenho algo a acrescentar, que eu posso ajudar em algo, eu faço o papel que eu acredito que eu deva fazer. Ultimamente não tem adiantado, estava enxugando gelo e eu parei de falar. Mas, isso não significa que eu não seria amiga da pessoa. Posso ter uma visão errada? Pode ser que sim. Eu não interpreto que ele seja uma pessoa ruim, mas que ele é sem noção, que ele não tem cuidado”, definiu.

 

“O que aconteceu no ensaio é que eu chamei todas as participações, tinha um monte de amigo meu lá, que subiu no palco, estava se divertido, Jojo acabou cantando. Todo mundo estava num clima de diversão, bebendo, zoando. Quando tocou a música que eu tenho com o Nego, ele me pediu para eu falar sobre o DVD dele. Eu realmente não tinha noção das coisas que estavam, não vi comentário que ele fez de Luísa Marilac. Eu real, do fundo do coração, na inocência, como qualquer outra situação da minha vida falei: ‘Óbvio, vem cá’. Quando todo mundo começou a vaiar, eu perguntei. Tenho uma comunicação no meu fone, perguntei o que estava acontecendo e me explicaram”.

 

“Tentei fazer ele parar, mas doido. Só que é uma situação que me deixa mal, porque eu já fui muito vaiada na minha vida. Eu já cometi inúmeros erros na minha vida, por falta de informação, por falta de senso. Eu sei a sensação que é, eu já fiquei muito mal. Já falei sobre isso no documentário (Netflix). As vezes que eu errei na minha vida, não foi querendo errar, foi realmente por descuido. Eu sei como isso dói. Eu só me senti no desejo de fazer aquilo parar. Só isso, como eu gostaria que tivessem feito isso por mim um dia”, relatou.

“Em momento nenhum eu quis apoiar atitude ou discurso do Nego. Todo mundo sabe, que independente do meu carinho por ele, não significa que eu concordo ou que eu compactue ou apoie as maluquices dele. Só foi um descuido. Aos meus fãs, as pessoas que estão fazendo comentários, eu peço que pare para pensar na quantidade de responsabilidade e coisas que envolvem ter um trabalho como o meu. A gente tem que estar atento 24 horas por dia, em milhares de coisas”, relembrou.

 

“Eu não estou querendo dizer que acho incompreensível a reação do público com o Nego não. Já tinha falado para ele muitas vezes isso que não se faz piada com gênero, cor de pele, isso não se faz. Primeiro que, para mim, não é humano, e essas piadas parecem inofensivas, mas teve gente que passou por muita coisa que faz com que essas piadas doam real. Estou cansada de falar para ele e não só para ele. O que eu errei foi ter tentado justificar ou amenizar a situação dele, porque eu estava me sentindo mal com essa coisa da vaia, porque já me pus no lugar. O público LGBTQ, as mulheres, sempre vão ter minha compreensão, meu apoio. Cada dia eu aprendo mais”, concluiu.

Fonte: TVFoco / Thais Teles

Comentários

MAIS NO TH