Entretenimento

25 de maio de 2018 21:45

Atalaia sedia neste sábado etapa final do Campeonato Alagoano de Cavalhada

A competição conta com  12 cavaleiros, que a partir das 17 horas, entrarão em cena na pista do Parque Paulo Cesar Costa, localizado no bairro José Paulino

↑ Fernando Vigário preside a comissão organizadora da competição

A tradição pela Cavalhada em Alagoas, sobretudo no Vale do Paraíba, ganha força neste sábado, quando a cidade de Atalaia receberá os mais talentosos competidores alagoanos deste segmento esportivo, que há mais de um século enobrece a cultura popular do nosso Estado. Trata-se de  uma etapa final do Campeonato Alagoano de Cavalhada, que para os atalaienses passa a ser motivo de muito orgulho, visto que será a primeira vez que a cidade sediará um evento de tamanha grandeza. A Prefeitura é tida como grande parceira da festa.

A competição conta com  12 cavaleiros, que a partir das 17 horas, entrarão em cena na pista do Parque Paulo Cesar Costa, localizado no bairro José Paulino, na disputa pelo tão almejado título estadual. Vale ressalta que naquela região, a Cavalhada predomina no histórico cultural popular de Chã Preta, Capela, Cajueiro, Viçosa, Quebrangulo, Mar Vermelho, Paulo Jacinto, além de Atalaia, é claro.

“Será motivo de muita alegria para todos nós, pois Atalaia  tem na Cavalhada uma de suas principais manifestações culturais” disse o vereador Fernando Vigário, dando conta de que nesta terceira edição, um terço dos competidores são representantes da própria cidade. São eles: Júnior Vigário, André Vigário, João Vitor Calheiros e Murilo Vigário. Além dos  atalaienses,  participam:Junior Bananeira (Joaquim Gomes), João Paulo Acioly (Satuba), Robert (Rio Largo), Geraldo Jackson (Capela), Ruitemberg (Coqueiro Seco), Ricardinho (Maceió), Renildo Calheiros (Murici) e Adalberto Calheiros (Messias).

Histórico

O saudoso Luiz Vigário, ex-prefeito de Atalaia e pai do atual prefeito Chico Vigário e do vereador Fernando, historicamente é tido como um dos principais precursores  da Cavalhada em Atalaia. Pois já nos anos 60, Luiz Vigário assegurava  de corpo e alma a sequência tradicional de seus descendentes, sobretudo promovendo grandes eventos, que resultaram até hoje, numa enorme paixão daquele povo por esse esporte de montaria, de origem portuguesa nascido em pleno período medieval.

Fonte: Edmilson Teixeira

Comentários

MAIS NO TH