Entretenimento

11 de abril de 2017 13:28

Emilly envia recado para Marcos no Raio-X. 'Sei que não me machucaria'

Gêmea falou a respeito da expulsão do gaúcho nesta terça-feira (11)

Depois de chorar pela expulsão de Marcos do “BBB17“, Emilly aproveitou a manhã desta terça-feira (11) para mandar um recado para um gaúcho no Raio-X.

No vídeo, a gêmea de Mayla disse que acredita que o gaúcho, que teve uma ocorrência registrada na Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, não lhe agrediria. “Meu bem, Marcos, quero deixar bem claro que eu sei que você nunca teria intenção de me machucar, que você está muito cansado. Eu sei que um dos principais motivos de tu estar aqui era por mim. Espero que tu esteja bem e com a sua família. Quero que dê tudo certo”, afirmou.

 'JAMAIS TIVE INTENÇÃO DE AGREDI-LA', DEFENDE-SE MARCOS

Após ser expulso do reality, Marcos ficará confinado no hotel e não poderá dar entrevistas até a final do programa, na próxima quinta-feira (13). Nas redes sociais, o brother aproveitou para se defender e negou que teve a intenção de agredir a estudante no confinamento. “Como todo casal, passamos por momentos de alegria, ansiedade, euforia e tensão. Jamais tive a intenção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto. O programa tem um formato destinado a levar o nosso emocional ao limite, e consequentemente os nervos à flor da pele. Repito: jamais tive a intenção de machucá-la ou agredi-la, estou surpreso com tudo que está acontecendo. Peço desculpas a todos os envolvidos, Emilly, sua família, demais participantes e a todo o Brasil”, declarou.

MARCOS PODE PEGAR ATÉ 3 ANOS DE PRISÃO

A delegada Marcia Noeli Barreto informou que Marcos vai prestar depoimento após sua expulsão do reality show. A irmã de Mayla foi submetida a exames clínicos e o laudo apontou indícios de agressão. Caso seja condenado, o gaúcho pode pegar de um a três anos de cadeia. “É uma pena de prisão. Não tem essa de condenação alternativa, como era no passado. Pela Lei Maria da Penha, o Juizado Especial de Atendimento à Mulher deve ter uma equipe para atender os homens também com tratamento psicológico, por exemplo. É importante que eles se tratem. Mas isso não o afasta da penalidade”, explicou.


Fonte: Purepeople

Comentários

MAIS NO TH