Entretenimento

21 de março de 2017 12:25

Sem grande rejeição, Rômulo será o oitavo eliminado do 'Big Brother Brasil 17'

Já estávamos acostumados com as grandes rejeições no BBB 17, ou pelo menos com valores superiores a 60% dos votos, e isso mostrava que, no final das contas, era sempre a mesma proporção nos paredões, com um candidato odiado pelo público e outros dois com folga absoluta. Desta vez, as coisas começam a tentar se equilibrar na disputa direta entre Rômulo, Ieda e Marcos, ordenados do mais ao menos votado, respectivamente. Com 55,96% das intenções de votos, o diplomata deve ser o próximo a deixar o confinamento, de acordo com as pesquisas e com os próprios comentários dos internautas nas redes sociais e no tradicional boca a boca.

Em seguida, a aposentada aparece com 24,59% e saindo da zona de conforto da semana passada, quando foi a primeira a se salvar no duelo contra Emilly e a recém-eliminada Roberta, que deixou a casa mais vigiada do país com valor acima de 80%. Para completar a lista, Marcos soma 19,45% e reforça novamente sua popularidade entre os telespectadores, que continuam, em grande parte, o considerando como favorito ao prêmio de R$ 1,5 milhão. Ao seu lado, Emilly e Ilmar também têm suas forças, completando, justamente, a lista de pessoas repugnadas por Rômulo, segundo ele próprio informou na manhã desta terça-feira (21).

Na ocasião, ele deixou bem claro que ficará tranquilo se for eliminado hoje à noite, mas uma coisa o incomodará bastante, talvez até para a vida toda: “Boas pessoas ficaram de fora e não vou achar legal sair do BBB contra pessoas que eu abomino”, disse o emparedado, referindo-se ao fato de que não gosta do trio formado por Marcos, Emilly e Ilmar. “Se eu saísse antes da Roberta e do Pedro, por exemplo, eu estaria tranquilo, porque deixaria muita gente boa aqui”, finaliza o diplomata, deixando bem claro que ainda sente pela eliminação de grandes amigos formados no programa.

Fonte: Diario24horas

Comentários

MAIS NO TH