Educação

22 de novembro de 2021 09:49

Primeiro dia de Enem é marcado por questões relevantes para a sociedade

Exame cobrou interpretação de canções de Chico Buarque, Zé Ramalho e Gonzaguinha, além de tratar questões sobre gênero e raça, avaliam especialistas

↑ Foto: Divulgação

O tema da redação do Enem 2021 não foi o único assunto que chamou a atenção dos candidatos no primeiro domingo do exame. Conhecimentos em História e Cultura do Brasil e habilidades de interpretação de texto foram indispensáveis para resolver as questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Canções compostas e popularizadas por nomes como Chico Buarque, Gonzaguinha e Zé Ramalho foram utilizadas como base para falar sobre gênero, raça, desigualdade social, entre outros assuntos comumente abordados no exame. Para o professor de História e coordenador editorial do Sistema Positivo de Ensino, Norton Nicolazzi Junior, o primeiro dia de prova trouxe questões atuais e essenciais ao cenário nacional. “Como de costume, o Enem abordou assuntos que estão muito ligados ao cotidiano dos brasileiros. Temas como desigualdade, por exemplo, estiveram presentes na prova e são muito relevantes para compreender a sociedade brasileira.”

Na redação, os estudantes precisaram discorrer sobre “Invisibilidade e Registro Civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. No total, cerca de três milhões de brasileiros chegam à fase adulta sem certidão de nascimento, segundo dados oficiais mais recentes. Durante a pandemia, benefícios como o auxílio emergencial e até mesmo a vacina contra a covid-19 não podem ser acessados sem documentos oficiais que, por sua vez, só podem ser tirados com a certidão de nascimento.

Embora o tema não seja considerado polêmico, levanta um debate importante para o reconhecimento da cidadania de milhões de brasileiros. “O Estado só consegue executar políticas públicas se os dados do Registro Civil forem confiáveis. A falta de documentos mantém milhões de brasileiros invisíveis para políticas e programas fundamentais para garantir a cidadania dessas pessoas”, afirma o coordenador do Ensino Médio do Sistema Positivo de Ensino, Wilson Galvão. Para ele, o tema da redação foi uma continuidade dos assuntos debatidos nas questões objetivas. “O primeiro dia de prova manteve uma coerência ao longo das questões e também da redação, porque falou sobre assuntos muito importantes para pensar a sociedade brasileira.”

No último domingo (21), os candidatos resolveram 90 questões objetivas, 45 de Ciências Humanas e outras 45 de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. No próximo domingo (28), é a vez de demonstrar os conhecimentos em Ciências da Natureza e Matemática.

Em 2021, pouco mais de 3,3 milhões de jovens se inscreveram para prestar o Enem. O exame é uma das principais portas de entrada para a universidade no Brasil. As notas conquistadas no Enem também dão direito a participar do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Sobre o Sistema Positivo de Ensino

É o maior sistema voltado ao ensino particular no Brasil. Com um projeto sempre atual e inovador, ele oferece às escolas particulares diversos recursos que abrangem alunos, professores, gestores e também a família do aluno com conteúdo diferenciado. Para os estudantes, são ofertadas atividades integradas entre o livro didático e plataformas educacionais que o auxiliam na aprendizagem. Os professores recebem propostas de trabalho pedagógico focadas em diversos componentes, enquanto os gestores recebem recursos de apoio para a administração escolar, incluindo cursos e ferramentas que abordam temas voltados às áreas de pedagogia, marketing, finanças e questões jurídicas. A família participa do processo de aprendizagem do aluno recebendo conteúdo específico, que contempla revistas e webconferências voltados à educação.

 

 

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH