Educação

9 de abril de 2020 20:23

Para reforçar aulas no isolamento, Luciano anuncia sete laboratórios de aprendizagem  

Novas ferramentas pedagógicas estão sendo criadas para reforçar o aprendizados dos alunos da rede estadual em Alagoas

↑ Foto: Davi Salsa

O vice-governador de Alagoas e secretário de Educação, Luciano Barbosa, acabou de participar, no início da noite desta quinta-feira (9), de um live no Instagram, com a jornalista e apresentadora de tevê Gilka Mafra.

Ele anunciou a criação de sete laboratórios de aprendizagem para reforçar as aulas dos estudantes da rede estadual de ensino, durante o período de suspensão das aulas presenciais, por conta do isolamento social na prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19).

“Fizemos um planejamento com a equipe técnica da Secretaria de Educação, juntamente com os gestores de todas as gerências regionais de ensino, para a criação de ferramentas pedagógicas que possam auxiliar os educadores, motivar os estudantes e promovermos essa interação mais efetiva entre professor e aluno”, explicou Luciano Barbosa.

Os sete laboratórios de aprendizagem funcionam por meio da internet. “Sabemos que existem muitos alunos em situação de vulnerabilidade social, e, por conta disso, estamos produzindo material impresso e as escolas já iniciaram um levantamento com o mapeamento dessa realidade, para que possamos entregar esse material, além dos kits com a merenda escolar”, adiantou.

Ainda durante a live, que contou com a participação ativa de internautas, que fizeram perguntas sobre os mais variados assuntos ligados à Educação, Luciano Barbosa voltou a enaltecer o trabalho dos gestores, professores e monitores escolares.

“Essa pandemia pegou todo o planeta de surpresa. Mais de noventa por cento dos alunos estão com aulas suspensas no mundo inteiro. É preciso um envolvimento coletivo para superarmos mais esse desafio”, salientou Luciano, revelando que a rede estadual de ensino em Alagoas reúne 310 escolas e mais de 180 mil alunos.

Em relação aos salários dos servidores da Educação, Luciano Barbosa disse que o pagamento está assegurado. “Os professores estão trabalhando por meio de novas ferramentas tecnológicas. Os nossos motoristas ligados à secretária também. Quanto aos condutores terceirizados, o governo paga pelo quilômetro rodado, e essa negociação é feita com as empresas”, frisou.

No encerramento da live com a jornalista Gilka Mafra, Luciano Barbosa lembrou que, de acordo com o novo decreto, publicado esta semana pelo governador Renan Filho, as aulas deverão continuar suspensas até o dia 30 deste mês de abril.

Ele também revelou que, após a pandemia, o governo estadual pretende realizar concurso público na Secretaria Estadual de Educação.

Fonte: Tribuna Hoje / Davi Salsa

Comentários

MAIS NO TH