Educação

21 de março de 2020 19:30

Estudantes da Ufal estão sendo levados para casa por conta do Coronavírus

Segundo ex-aluna que vive na residência por uma condição especial, os estudantes foram colocados em uma carro e levados embora sem passar por equipe de saúde

↑ Um grupo foi para casa neste sábado (21) (Foto: Cortesia)

Estudantes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) que vivem na Residência Universitária estariam sendo enviados para casa de forma arbitrária e sem cuidados de prevenção já preconizados pelo Ministério da Saúde, contra o Covid -19.

Segundo uma ex- aluna da universidade, formada em história, Núbia Mota, que está na residência como condição especial especifica – uma vez que a mesma está aguardando um processo judicial contra a universidade em favor da relação progressão acadêmica. A pro-reitoria esteve na residência fazendo uma especie de levantamento e já chegou informando que eles teriam que ir para casa.

Núbia relata que a ação aconteceu por volta das 21h30 desta sexta-feira (20).”Ontem (20), o pro-reitor chegou fazendo um levantamento e disse que precisaria tomar algumas medidas e uma dessas era enviar os estudantes para casa. Quero deixar claro que estou falando por alguns hóspedes e sobre minha condição específica que é especial. Na residência existe três casos suspeitos do coronavírus – foi solicitado o acompanhamento e que a universidade mandasse uma equipe para fazer os procedimentos cabíveis, disseram que iria fazer isso, mas não fizeram. Entendemos que a situação é delicada e grave. Mas sabemos também que tirar os estudantes daqui seria arbitrário sem eles passar por esse processo de quarentena. Além disso, muitos são de fora do estado e não tem vínculo por aqui”.

Ela explica ainda que os estudantes, hóspedes ou residentes não estão se negando a ir embora, mas que isso teria que ser feito de uma outra forma, seguindo o protocolo.

”Convocamos uma reunião, com os hóspedes e residentes universitários, mostramos os pontos de segurança e o que diz a Organização Mundial da Saúde em relação aos casos suspeitos e falamos sobre  a prevenção do coronavírus. Informamos a reitoria que iríamos mandar uma documentação com o que ficou definido nesta reunião. Umas das coisas foi ser feito esse isolamento que é pedido no decreto, nos protocolos de segurança dos órgãos de saúde – enviamos a documentação e ficou de mandar as demais, no entanto, a reitoria não encaminhou a equipe de saúde para avaliar os casos dos estudantes, e simplesmente enviou um carros da própria universidade para encaminha-los para casa. Isso aconteceu de uma forma totalmente errada.  Os próprios representantes da  reitoria disse que poderíamos aguardar os procedimentos e descumpriram o acordo. Enviaram carros da universidade e mandaram os estudantes para casa. Nessa situação, o que seria correto ir para casa, aguardar o período de quarentena, eles estão pondo em risco suas vidas e de seus familiares, muitos já idosos, muitos em situação de vulnerabilidade. Conversei com uma das meninas, ela estava preocupada e chorando muito, mas não tinha o que fazer”, questiona.

Além disso, Mota ressalta em relação aos hospedes e as pessoas que assim como ela, estão em condição especial. Sou de ilhéus,  Bahia, não tenho vínculo familiar aqui, sou de fora e como todo mundo sabe não há como comprar passagens, não a tem como viajar. SE o período é de quarentena temos que cumprir. Nunca nenhum estudante se negou a fazer o que deve ser feito, mas a forma com que foi imposto não pode acontecer. Eles precisavam ter passado pelo devido exame, e não simplesmente colocarem em um carro e levar embora”. reclama.

Ufal diz que alunos estão indo por conta própria

A reportagem do Portal Tribuna Hoje  entrou em contato com a instituição, e a Reitoria através da assessoria de comunicação disse que as denúncias não tem cabimento e nega ter alunos com suspeita de coronavírus ou no mínimo gripados. Disse ainda que o Hospital Universitário (HU), está disponível para toda a comunidade acadêmica.

Além disso, explicou que a Residência Universitária atualmente tem cerca de 160 estudantes, e que logo que iniciou os casos de coronavírus e recomendação dos órgãos de saúde, alguns estudantes decidiram por conta própria ir para casa.

“Até hoje (21), tinha 47 alunos na residência. Representantes da reitoria de fato fizeram uma visita e um levantamento para saber quantos alunos estavam ainda no local, porque até então, o Restaurante Universitário (RU) está funcionando e enviando comida pra estes estudantes, porém, não se sabe até quando, depende do desenrolar dessa situação de pandemia. O que houve foi que a Ufal ofereceu a estes estudantes – os que querem ir claro para casa, o carro – que está levando para o interior de Alagoas, Pernambuco e outros estados vizinhos. Isso, para os que querem ir de livre e espontânea vontade. teve um grupo que foi hoje e outros que irão neste domingo (22).Além disso, o que foi passado para Reitoria pelos próprios residentes, é que os que preferem ficar tinham dito que não iriam para casa por problemas pessoais- ou seja, a Ufal entende e eles podem continuar, mas caso o RU pare de fornecer as refeições outra reunião será feita. E os demais que foram para casa, quando a situação voltar a normalidade, eles voltam também para concluir seus estudos”.

 

 

Fonte: Tribuna Hoje

Comentários

MAIS NO TH