Educação

5 de março de 2020 21:47

Afiliada à EBC, TV Ufal entra no ar em 2020 em canal aberto

Pró-reitor participa de evento em Brasília e realiza tratativas com Empresa Brasil de Comunicação

↑ Presidente do EBC, Luiz Carlos Pereira Gomes, com o pró-reitor de Extensão da Ufal, Clayton Santos

O Estado de Alagoas vai ganhar em 2020 mais um canal aberto de televisão. E este canal será a TV Ufal. A boa notícia foi confirmada em Brasília (DF) pelo pró-reitor de Extensão da Universidade Federal de Alagoas, professor Clayton Santos, que realizou as tratativas entre a instituição e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) durante o encontro da Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP) ocorrido nos dias 3 e 4 de março.

A TV Ufal, afiliada à EBC, deve entrar em operação no segundo semestre deste ano, cobrindo a princípio a capital Maceió. Os retransmissores já foram adquiridos pela Empresa Brasil de Comunicação e devem chegar no Campus A.C. Simões ainda no primeiro semestre deste ano. As operações da TV Ufal começam retransmitindo o sinal digital aberto da EBC, mas a meta da gestão é produzir conteúdo próprio a partir de 2021.

“Esta é a realização de um desejo antigo da comunidade acadêmica, que é contar com um canal próprio de televisão com conteúdos voltados à educação, à cultura e à diversidade regional. O empenho e a parceria da EBC neste processo são fundamentais. Vamos receber em equipamentos e capacitação para fazer da Ufal a afiliada alagoana da Empresa Brasil de Comunicação. Começaremos retransmitindo, mas queremos avançar também na produção de conteúdos para exibição local e nacional”, afirmou o pró-reitor.

“É fundamental também destacar e agradecer o compromisso e a disposição da EBC, do presidente Luiz Carlos Pereira Gomes, do diretor Roni Baksys Pinto, de toda a diretoria e equipe da Empresa, que está realizando este investimento em nossa Universidade. Esta parceria é muito promissora, vamos nos empenhar ao máximo e vamos retransmitir os conteúdos televisuais da Empresa Brasil de Comunicação para os alagoanos ainda este ano”, disse Clayton Santos.

A convite da EBC, o pró-reitor de Extensão da Ufal participou do Encontro da Rede Nacional de Comunicação Pública de TV e Rádio. A meta do evento foi fortalecer a Rede Nacional de Comunicação Pública e difundir a comunicação pública no País. O encontro reuniu cerca de 70 representantes de 50 emissoras de todas as regiões do país e contou com a presença do Porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros; do Secretário de Radiodifusão do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Elifas Gurgel do Amaral; do Assessor Especial da Secretaria de Governo da Presidência da República, Nilson Nodiri; e do Superintendente de Outorga e Recursos da Anatel, Vinicius Karan.

Ao abrir o evento, o presidente da EBC, Luiz Carlos Pereira Gomes, lembrou que o fortalecimento da Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP) faz parte das atribuições da Empresa. “Está na Lei de Criação da EBC que nós temos a competência para reunir a RNCP. Estamos aqui com o objetivo de fortalecer a Rede, estabelecer uma cooperação técnica que propicie difundir a comunicação pública em todo o país, estreitar o relacionamento entre as afiliadas e promover o regionalismo do conteúdo dos veículos da EBC”, disse o presidente.

O Diretor-Geral, Roni Baksys, realizou uma apresentação sobre a qualidade dos gastos da EBC, os principais resultados alcançados em 2019, as metas a serem atingidas até o ano de 2023 e o plano de transformação da Empresa. “A EBC necessita de suas afiliadas para chegar a todo o Brasil. Queremos promover o fortalecimento e a ampliação desta Rede. O crescimento da radiodifusão pública no Brasil depende diretamente da RNCP”, defendeu o diretor.

Foi a primeira vez que a EBC reuniu, em um único encontro, emissoras de Rádio e TV para discutir desafios e estratégias de cooperação.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH