Educação

21 de janeiro de 2020 09:10

Ufal registra aumento no número de estudantes diplomados

Universidade aumentou para 52,69% a taxa de sucesso da graduação

↑ Campus da Ufal em Maceió (Foto: Ascom Ufal)

Acompanhando a diminuição nas taxas de evasão estudantil, a Universidade Federal de Alagoas, a universidade brasileira que mais reduziu a evasão, também registrou um aumento significativo no número de diplomados. Segundo a pró-reitora da Prograd, Sandra Regina, “a Ufal aumentou para 52,69% a taxa de sucesso da graduação”. O índice é obtido pela relação do número de estudantes que ingressam em comparação com os que terminam o curso. “É com grande alegria que a gestão da Universidade comemora e celebra o aumento dos indicadores relacionados à taxa de sucesso na graduação”, afirmou.

Sandra Regina enfatiza que a melhoria desse índice “é fruto de um trabalho colaborativo que envolve a Prograd, a Proest [Pró-reitoria Estudantil], os coordenadores de curso, DRCA [Departamento de Registro e Controle Acadêmico] e a PEI [Procuradoria Educacional Institucional]”. Ela ainda destaca que o “aumento de 52,69% é resultado de um trabalho que vem sendo realizado com ênfase na diplomação dos estudantes, na formação e na realização de cursos para melhoria da leitura e escrita, baseado no método da Leitura Imanente, que contribuiu, significativamente, para que os graduandos procedam com a conclusão do TCC [Trabalho de Conclusão de Curso]”.

A pró-reitora também citou como ação que ajudou a alcançar essa conquista o apoio permanente da Proest, com “o fim da Bolsa Trabalho e contrapartida laboral”. Segundo ela, “tal medida foi fundamental no início da gestão, na qual permitiu o aumento dos indicadores de diplomação e elevação da taxa de sucesso de 2016 a 2019”. Além disso, “o incentivo aos colegiados do curso por meio de atividades de reingresso; as duas resoluções aprovadas em 2017 pelo Consuni [Nº 13, que define prazos e parâmetros, em caráter transitório, para a regularização da vida acadêmica de estudantes da Ufal em condições de desligamento e Nº 60, que aborda critérios para a regularização da vida acadêmica em condições de desligamento por baixo coeficiente ou por bloqueio]; além do trabalho cotidiano de formação para garantir que os estudantes concluam em tempo hábil seus cursos”, foram destacados pela pró-reitora.

A reitora Valéria Correia também comemorou o resultado da taxa de sucesso da graduação. “É para se comemorar mais uma avaliação positiva da nossa gestão. Uma universidade socialmente referenciada precisa garantir a permanência estudantil. Ser a Universidade onde os estudantes menos desistem de seus cursos, entre as 64 federais do país, é motivo de orgulho. Nossos gestores estão de parabéns”, enfatizou.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH