Educação

4 de novembro de 2019 09:22

Enem em Alagoas conta com mais de 21% de falta

Segundo o Inep, mais de 19 mil candidatos deixaram de comparecer aos locais de prova no estado neste domingo (3)

Dos 89,8 mil estudantes inscritos para realizar o Exame Nacional do Ensino médio (Enem) em Alagoas, mais de 19 mil faltaram às provas neste domingo (3). Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os números absolutos de Alagoas são: 89.826 inscritos; 70.677, presentes aos locais de prova, o que corresponde a 78,7% do total; e 19.149 faltosos, ou 21,3%.

A média nacional de faltosos, segundo o Inep, foi de 23%, com 1.174.750 estudantes sem comparecer aos locais de prova.

CONTEÚDO DA PROVA

Durante entrevista coletiva realizada ainda neste domingo, o ministro da Educação Abraham Weintraub disse ter gostado do tema da redação deste ano, “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”.

“Era um assunto que permitia várias possibilidades. […] Nós esperamos que o candidato consiga elaborar um texto com argumentos racionais, tangíveis e bem escrito”, comentou o ministro.

Em relação às 90 questões do Exame, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, destacou que a prova cobriu toda a base curricular. “[A prova] teve uma grande quantidade de textos de poesias. Além disso, destaco a objetividade dos comandos das questões, que foram bastante técnicos”.

ELIMINADOS

Trezentos e setenta e seis candidatos foram eliminados já neste domingo do Enem. Entre as novas regras para garantir a segurança está a proibição de emissão de sons por aparelhos eletrônicos, mesmo dentro do envelope porta-objetos fornecido pelos fiscais de prova. Também entre os eliminados, aquelas que se negaram a ser identificadas por biometria, por exemplo.

REAPLICAÇÃO

Segundo o Inep, a reaplicação da prova do Enem está marcada para os dias 10 e 11 de dezembro. A solicitação por reaplicação pode ser realizada por inscritos que tenham conseguido fazer as provas em decorrência de problemas logísticos, como desastres naturais, falta de energia elétrica, etc.

 

 

 

 

Fonte: Tribuna Hoje / Redação com Inep

Comentários

MAIS NO TH