Educação

3 de julho de 2019 10:58

Ensino semipresencial representa economia para quem sonha cursar faculdade

Especialista explica quais as vantagens da modalidade de ensino que mistura a prática presencial com a educação a distância

Com a recessão iniciada no segundo trimestre de 2014, as famílias brasileiras perderam poder de compra e precisaram reajustar os gastos para se adequar a um novo padrão de vida. O resultado dessa crise são 63 milhões de brasileiros endividados no Brasil (sendo 12 milhões entre os 18 e 29 anos), mais de 13 milhões de desempregados e quatro entre dez brasileiros vivendo da informalidade.

Os dados, que são de fácil acesso nos sites do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Serviço de Proteção de Crédito (SPC), obrigaram o brasileiro a adiar a viagem de fim de ano, economizar nas compras e, em alguns casos, interromper temporariamente os estudos.

No entanto, com a expansão das metodologias de ensino e avanços tecnológicos, opções mais viáveis surgiram no mercado, como o ensino a distância (EAD) e o semipresencial.

De acordo com o professor Daniel Cavagnari, da escola de Gestão, Comunicação e Negócios do Centro Universitário Internacional Uninter, o ensino semipresencial é “o melhor dos dois mundos, pois alia o presencial e o EAD, possibilitando entregar todo o material necessário para o aluno estudar a preços mais acessíveis sem deixar de praticar com os colegas de turma, com o professor em sala de aula e colocando a mão na massa”.

Sobre as vantagens financeiras, Daniel explica que a economia está antes de tudo na mensalidade do curso, que é mais em conta que o presencial. “Além disso, existe a economia com o deslocamento e alimentação, pois no presencial o aluno deve estar disponível cinco dias da semana e no semi apenas em dois”.

Outra vantagem apontada pelo professor é a flexibilidade de tempo oferecida pela modalidade. “Com isso [somente duas aulas por semana], o aluno pode se dedicar mais à sua carreira profissional sem o desgaste do cotidiano puxado do estudante”.

Fonte: Assessoria

Comentários

MAIS NO TH