Educação

30 de junho de 2019 09:24

Seminário Sobre Direitos LGBTs destaca a educação inclusiva no combate ao preconceito

Na oportunidade, a professora Maria Alcina Ramos falou sobre a importância de falar sobre diversidade

↑ Professora Cininha, como é carinhosamente conhecida, elucidou questões importantes do universo LGBT (Foto: Everton Dimoni)

O conhecimento é fundamental para combater a discriminação e o preconceito. Foi pensando nisso que a Secretaria de Estado Prevenção à Violência (Seprev), por meio da Superintendência de Medidas Socioeducativas (Sumese), realizou um Seminário Sobre Direitos LGBTs, nesta terça-feira (25). A instrução aconteceu no espaço multieventos do Complexo de Unidades de Internação e foi destinado a agentes, professores e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.

A palestra foi ministrada pela mestra em Educação, Maria Alcina Ramos, que é técnica de Políticas Públicas para a população LGBT da Secretária de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh). A professora Cininha, como é carinhosamente conhecida, elucidou questões importantes do universo LGBT, dirimindo dúvidas, esclarecendo conceitos chaves e destacando a importância da educação inclusiva no combate ao preconceito.

“Privar um indivíduo de viver sua identidade de gênero ou de estabelecer relações afetivas conforme seu desejo significa privá-lo de uma dimensão fundamental da sua existência. Por isso, nós devemos desconstruir a cultura do preconceito, entendendo que toda relação, independente da orientação sexual, deve ser guiada pelo respeito”, afirmou a professora.

O jovem L.F.S, de 18 anos, acompanhou a palestra com atenção e não teve vergonha de tirar dúvidas e expor sua opinião sobre o assunto: “a palestra foi uma oportunidade de abrir a mente e pensar um pouco mais sobre as diferenças. Ninguém é melhor do que ninguém e todos temos o direito de sermos donos do nosso destino, mas para isso é preciso respeito”.

Na oportunidade, a titular da Seprev, Esvalda Bittencourt, comentou a articulação da secretaria para a realização do evento e destacou a atenção do Governo do Estado sobre o tema, afirmando que ações semelhantes estão sendo realizadas em todas as secretarias. Ela também orientou os adolescentes sobre o valor da educação para a superação das dificuldades.

“Estamos aqui unindo forças e integrando políticas públicas para o avanço da nossa sociedade. Aproveitem este momento que vocês estão aqui para buscar coisas boas, pois, assim, vocês terão um futuro promissor e darão muita alegria àqueles que os esperam lá fora”, aconselhou.

A superintendente da Sumese, Denise Paranhos, explicou ainda que “além da educação inclusiva, estes eventos possibilitam a integração entre adolescentes de várias unidades de internação, desconstruindo, inclusive, a relação de violência que existe entre facções. É um trabalho conjunto para que tenhamos dias melhores no futuro, combatendo o preconceito e prevenindo a violência”.

Fonte: Agência Alagoas

Comentários

MAIS NO TH