Educação

26 de maio de 2019 14:02

Professor proíbe aluno de frequentar aula por defender Bolsonaro

Pai do estudante registrou boletim contra docente e espera punição

↑ Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Um aluno, de 12 anos, foi proibido pelo professor de uma escola municipal de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) de frequentar as aulas, depois de ter defendido o presidente Jair Bolsonaro em um debate em sala de aula. A denúncia contra o professor de história foi feita pelo pai do aluno, que registrou boletim de ocorrência.

Segundo o pai do estudante, o fato ocorreu na última quinta-feira (23), por volta das 16 horas no Centro Municipal de Educação Inclusiva (Cemei), Eduardo Romuldo de Souza, que fica na zona oeste da cidade. Apesar de não ter sido localizado, nas redes sociais o professor afirma já ter trabalhado para o Partido dos Trabalhadores.

“Meu filho estava conversando com uma colega de sala sobre o governo do Bolsonaro. A menina disse que o Brasil era melhor na época do PT e meu filho disse que o presidente acabou de assumir e não tinha culpa pela situação do país. O professor ouviu, se aproximou e, falando com a amiga do meu filho, disse para que ela mandasse meu filho calar a boca”, relatou o pai do aluno.

Fonte: Gospel Pirme

Comentários

MAIS NO TH